COMO SALVAR O BRASIL?

376

Por Alessio Canonice – alessio.canonice@bol.com.br

Salvar o Brasil da crise em que se encontra é uma das tarefas mais árduas que se possa imaginar, porém, acreditamos em uma solução plausível, desde que os homens de bom senso que atuam no Congresso Nacional partam para o caminho que os conduz ao progresso efetivo de que tanto necessita o país.
Todos sabem que tirar o país da situação em que se encontra o caminho é árduo, cercado de espinhos de todos os lados e as tarefas a serem desempenhadas são difíceis, porque irão demandar anos após anos, visando alguma fórmula capaz de fazer com que os erros cometidos sejam minimizados e contemplados.
É de se esperar, entretanto, que o despertar de uma nova fase venha a respirar e aspirar novos ares e novos tempos de desenvolvimento em todos os aspectos da vida pública.
Manifestações se intensificaram em 2.016, pedindo o afastamento de Dilma Rousseff do poder, na ansiedade de que um novo governo viesse a corrigir falhas cometidas, entre elas, Crime de Responsabilidade Fiscal, o principal argumento que derrubou a ex-presidente da cadeira presidencial do Palácio do Planalto.
Não há outra alternativa senão a união de todos nós, brasileiros, a acreditar em um futuro promissor, mas desde que esta união seja o instrumento básico e necessário para levar o país a se concentrar na esperança de que os homens que atuam no poder público cumpram o seu dever a contento, com transparência e que sejam íntegros em cada função.
Saídas apontadas por especialistas dão conta de que as décadas passadas vêm sendo portadoras de incentivos ao investimento e instalação de indústrias, capazes de fazer com que deem um novo alento ao desenvolvimento e crescimento em todos os ângulos de progresso efetivo.
A queda sensível do PIB ( Produto Interno Bruto), confirma os índices negativos de emprego, inflação e renda da população, que colocaram o Brasil diante de sua pior crise econômica desde os anos 90 até os dias atuais.
Diversos entendidos do assunto foram consultados em busca de respostas que indiquem como o país pode superar o atual quadro recessivo. Segundo a maioria deles, as saídas da crise estão concentradas em alternativas que possam surtir efeitos positivos, mas desde que sejam colocadas em prática o mais urgente possível.
Na visão do economista Mauro Rochlin, a solução primordial para a retomada da economia é criar um cenário de estabilidade, para que os investimentos no país possam se desenhar com toda a sua eficácia, à vista de um futuro promissor, sólido e consistente.
Nos últimos tempos, acrescenta Rochlin, o governo se mostrou pouco confiável ao setor privado e, apesar da crise, ainda há uma certa esperança no setor produtivo, porque o país tem tudo para se recuperar e mostrar ao mundo seu potencial em vários aspectos de crescimento em toda a sua plenitude.
A necessidade de um novo modelo econômico é indispensável, visando algumas maneiras que deem impulso às grandes conquistas, mormente com a extinção parcial do índice de desemprego e de outros setores que abrangem a retomada do crescimento de uma forma abrangente, principalmente com novas conquistas e que venham ao encontro do desejo de toda a sociedade e de toda a população brasileira.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA