Fama, O Auge e O Declínio

290

A fama pelo que se vê é algo muitas das vezes que explode do dia para noite e se vai de uma maneira gradativa dia após dia.
Quantas e quantas pessoas antes famosas, celebridades e hoje fazem parte do time dos anônimos? Por que será que isso ocorre?
Tornar-se famoso (a), celebridade requer três fatores cruciais, talento, trabalho e muita sorte. Sim muita sorte, pois existem diversas pessoas talentosas, esforçadas que buscam o reconhecimento artístico ou esportivo e recebem apenas o anonimato como recompensa. Por outro lado há também aquelas que com pouco talento, minúsculo trabalho, entram para o mundo da fama sem que elas mesmas acreditem que já chegaram.
Para alguém que busca o auge, a fama e o reconhecimento artístico ou esportivo, tornando-se conhecido (a), popular, é maravilhoso após a conquista desse status, passear pelas ruas ou shoppings centers e ser reconhecido (a), dando autógrafos ou mesmo já como celebridade, ser seguido (a) pela imprensa em um dia de lazer, é claro que muitas estrelas artísticas se dizem incomodadas com esse último ponto, porém no fundo de seus egos eles adoram tal ato dos repórteres.
Mas após essa chegada ao auge, ao cume da montanha, a fama pode como tudo que não se preserva e se mantém, iniciar um rápido declínio, em questão de meses o anonimato pode novamente ser uma realidade na vida de quem um dia acumulou fãs por todos os lados. Tal realidade virá a tona no dia em que tal pessoa, fazer aquele mesmo trajeto de antes por shoppings centers ou pelas ruas e não ser reconhecida andando então tranqüilamente por esses locais.
Muitas pessoas perdem sua fama em diversos casos por motivos seriíssimos como assassinatos por exemplo, e ganham como prêmio um reconhecimento negativo no âmbito popular. Outros voltam ao anonimato por falta de visão e comodismo, já que quando famosos a inovação de seus trabalhos ou aquele esforço do início de carreira não ocorrera em um momento sequer, aí é lógico a fama se foi e para recuperá-la qual a fórmula? Talvez não a recupere mais.
Quem chega ao auge da fama, deve preservá-la cuidando da mesma como se fosse um lindo jardim florido, pois do contrário ela inicia um irreversível processo de declínio, levando a pessoa a um indesejável retorno ao campo do anonimato.

Autor: Douglas S. Nogueira
Integrante da Associação Literária de Santa Bárbara
E-mail: douglas_snogueira@yahoo.com.br
Blog: www.douglassnogueira.blogspot.com

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA