População é contra novos cargos na Câmara

Criação de novos cargos desmente vereadores – Discurso dos vereadores que aprovaram o aumento de cadeiras na Câmara Municipal em 2015 é desmentido logo no início da legislatura 2017
A crise em que se afundou o país só não é vista por quem é totalmente leigo ou alienado. E esta situação não surgiu de repente na vida do brasileiro, ela já se arrasta por três anos.
Alheio a esta situação, o antigo legislativo rio-clarense, em julho de 2015 aprovou o aumento no número de cadeiras de 12 para 19, à revelia da vontade popular que condenava veementemente o ato.

À época, como a população, quase que unânime, gritava para a não aprovação do projeto, os vereadores usavam o jogo de palavras para garantir que as despesas não aumentariam, já que o repasse à Câmara permaneceria o mesmo.
Ao votarem o aumento no número de vereadores, se esqueceram que teriam que também aumentar o número de assessores e chefes de gabinete deixando uma herança maldita para o atual legislativo.
Hoje discute-se na Câmara Municipal de Rio Claro, um projeto que regularizaria a situação, mas que não tem consenso entre os vereadores, por este motivo não votado quando foi a plenário.

No final de 2016, mais um fato colocou o atual legislativo em cheque, já que ao fechar as contas naquele ano, a Câmara Municipal de Rio Claro devolveu ao município a importância de mais de R$ 4 milhões, fato que não deverá se repetir em 2017, o que fatalmente será motivo de muita reclamação por parte da população, muito embora não se poderá culpar o atual legislativo por esta situação.
E a polêmica continua em torno do projeto que cria novos cargos na Câmara Municipal de Rio Claro. Ainda não há consenso sobre como votar o projeto, muito embora apenas três vereadores se dizem contrários à medida.

Outros querem diminuir o número de assessores para garantir igualdade entre os antigos, que continuam com seus três assessores, e os novos.
Quanto aos diretórios políticos da cidade há divergências também. Alguns defendem a adequação do quadro ao número atual de vereadores, outros defendem a diminuição de assessores, outros ainda defendem o não aumento do repasse para a Câmara, algo que a população não aceitaria, já que esta era a justificativa dos vereadores que aprovaram o crescimento de cadeiras, quando diziam que não haveria aumento do repasse e defendiam que por isto não haveria aumento de despesa.
Quem defende a criação dos cargos novos, diz que não é “criar novos cargos”, mas sim adequar os novos vereadores em condições de igualdade a quem lá já estava.

E fica aí o impasse, enquanto uma parte dos vereadores acredita que a criação de novos cargos irá aumentar os gastos no legislativo e a crise atual em que passa a nação não aceita mais atos irresponsáveis, outros jogam com as palavras dizendo que o fato é apenas uma readequação que vem atender o atual número de vereadores.
E assim vai se delineando o que deverá acontecer no legislativo nos próximos quatro anos. Apesar da maioria dos vereadores fazer parte da base governista, o consenso será difícil de acontecer.

Não reeleitos
Dos doze vereadores de 2016, nove votaram a favor do aumento de cadeiras na Câmara. Destes nove, apenas quatro foram reeleitos. Os outros cinco, Agnelo Matos, Raquel Picelli, Dalberto Christofoletti, João Zaine e Calixto não tiveram o perdão da população e não obtiveram votos suficientes para retornarem em 2017.

O jogo de palavras continua
Muito embora, a população novamente esteja totalmente contrária à este projeto de aumento de cargos, o projeto irá à votação nesta quinta-feira (19) e sexta-feira (20), às 8h, horário que dificulta a presença da população, que mesmo assim promete estar no plenário para tentar evitar “a pouca vergonha” (palavras da população).
E continuam a usar o joguinho de palavras para tentar “enganar” pelo menos parte da população. Os favoráveis dizem que não é aumento de cargos, mas sim uma readequação que atenda a necessidade do atual número de parlamentares.
Cálculos prévios mostram que a criação dos 21 cargos deverá gerar uma aumento de despesa de mais de R$ 1 milhão de reais, sem contar os vencimentos dos nove novos vereadores.

Caminhão de entregas no Enxuto causa problemas aos moradores

Como o problema é constante e vem tirando a paciência dos moradores que estão se sentindo lesado em seu direito de ir e vir, por conta dos motoristas estacionarem seus caminhões em frente ao prédio residencial, e, quando um veículo vai sair, fica impedido, sem antes ter que fazer muitas manobras para poder seguir seu caminho.
Muitas reclamações chegam até a redação sobre o mesmo fato e isso vem comprovar que os motoristas que fazem suas entregas no Enxuto desconhecem o Art 5º da Constituição Federal:

CAMINHÃO NO ENXUTO (3) TRANSITO NO ENXUTO (2)

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
XV – é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens, lembrando a lei o direito de ir e vir.

É constante as reclamações de moradores do entorno da Avenida 2 com ruas 13 e 14 e principalmente os Condôminos do Edifício Mont Blanc. Por falta de fiscalização do poder público e a ausência de multas, os caminhões teimam em não respeitar a sinalização no local e obstruir o transito dos veículos. Segundo a moradora Maria Cristina, “tem dias que é praticamente impossível sair da garagem do prédio, os caminhões estacionados indevidamente não permite a circulação dos carros que saem do prédio, é impossível manobrar os nossos veículos”, salientou a moradora.

Prefeitura de RC quer estreitar parcerias para trabalhos sociais

Em reunião na quarta-feira (18) com representantes do Conselho de Pastores de Rio Claro (Coperc), o prefeito João Teixeira Júnior, o Juninho da Padaria, manifestou o interesse da administração municipal em ampliar as parcerias com as entidades que fazem atendimento à comunidade. “As igrejas evangélicas são exemplo da importância desse trabalho de atenção aos mais necessitados feito por diversos setores da sociedade”, comenta.

O encontro aconteceu no paço municipal e um dos assuntos em pauta foi a devolução para a prefeitura de terreno no Jardim das Palmeiras, que a Coperc vinha utilizando para realizar trabalhos sociais. “É uma área grande, agora vamos avaliar a melhor destinação ao imóvel”, explica Juninho.

PREFEITURA DE RIO CLARO QUER ESTREITAR (1)

A reunião entre o prefeito e a Coperc foi agendada pelo pastor e vereador Anderson Christofoletti. A Câmara Municipal também foi representada pelo vereador Ceron.
Nestes primeiros dias do novo governo municipal a prefeitura vem trabalhando no sentido de estreitar laços, retomar e estabelecer parcerias. Nas duas primeiras semanas de janeiro o prefeito se reuniu com o governador Geraldo Alckmin e também já esteve no Departamento Regional de Saúde. “Estamos recuperando o tempo perdido para garantir parcerias que tragam benefícios à comunidade”, comenta o Juninho.

Prefeito define nome para a superintendência do Arquivo Público

O cargo será ocupado por Mônica Cristina Brunini Frandi Ferreira. O nome foi escolhido a partir de uma lista tríplice elaborada pelos integrantes do Conselho Superior do Arquivo Público. A nova superintendente será oficialmente apresentada na tarde desta quinta-feira, dia 19 de janeiro.

Monica Frandi Ferreira é graduada (1990) em Arquitetura e Urbanismo, tem Especialização (1993) em Urbanismo Moderno e Contemporâneo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Pontificia Universidade Católica de Campinas. Possui mestrado (2002) em Estruturas Ambientais Urbanas pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (USP) e doutorado (2016) em Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo no Instituto de Arquitetura e Urbanismo da USP.

Mônica é coordenadora pedagógica dos cursos de Arquitetura e Urbanismo e de Tecnólogo em Design de Interiores da Escola Superior de Tecnologia e Educação de Rio Claro, Asser de Rio Claro e de Porto Ferreira. A nova superintendente é docente da área de Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo na Asser de Rio Claro e secretária e membro do Conselho Superior do Arquivo Público e Histórico do Município de Rio Claro.

Rio Claro busca apoio do Departamento Regional de Saúde

Em encontro realizado na manhã dessa terça-feira (17), o prefeito de Rio Claro João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e o secretário municipal de Saúde Djair Claudio Francisco foram recebidos na sede do Departamento Regional de Saúde (DRS-X), em Piracicaba, por Maria Clélia Bauer, diretora do órgão.
Juninho e Djair buscam maior aproximação do DRS-X com objetivo de obter mais informações e suporte técnico para futuros projetos de melhoria no atendimento da Saúde no município.
“Precisamos muito do apoio do Regional para fazer os investimentos na Saúde. Queremos estabelecer parcerias que tragam mais recursos para o atendimento da população”, disse o prefeito.
Para o secretário municipal a reunião foi bastante produtiva e abriu perspectivas para novas parcerias. “Esperamos estreitar os vínculos com o Departamento Regional, pois seu o suporte técnico complementa nosso trabalho à frente da secretaria”, disse Djair.

Prefeitura atende Jardim das Nações com ampliação de linha de ônibus

Desde quarta-feira (18) a linha Jardim Novo/Inocoop passou a atender o residencial, que agora conta com quatro pontos de ônibus. O residencial foi entregue no ano passado e desde o início desencadeou uma série de reclamações dos moradores, inclusive sobre as más condições para utilizar o transporte coletivo. Os ônibus não chegavam até os moradores e os locais de embarque eram muito distantes do residencial.
“A situação demandava atuação do poder público para atender as necessidades dos moradores daquela região”, comenta o secretário municipal de Segurança, Defesa Civil e Mobilidade Urbana, Marco Antonio Bellagamba, acrescentando que as providências foram tomadas após levantamento técnico.
Para que o ônibus pudesse chegar até o novo residencial a linha Jardim Novo/Inocoop teve seu trajeto ampliado. De segunda a sexta-feira serão feitas 23 viagens no sentido bairro-centro e 23 no sentido centro-bairro, com ônibus passando a cada 40 minutos.
Nos dias úteis, o primeiro ônibus parte da estação às 6 da manhã e o último às 23h30. No ponto final a primeira viagem sai às 5h20 e a última às 22h40. Aos sábados e domingos o ônibus passará a cada 1h20, com 13 viagens em cada sentido no sábado, e aos domingos 12.
Os moradores do Jardim das Nações têm agora à sua disposição pontos de ônibus na Rua 1JN com a Avenida 14JN, Rua 6JN com Avenida 2JN, Rua 1JN com Avenida 2JN e Rua 3JN com Avenida 3JN.

Etecs divulgam lista de classificação no Vestibulinho 

A informação será também divulgada na Etec em que o candidato pretende estudar. A relação inclui quem se inscreveu nos Ensinos Médio, Técnico, Técnico Integrado ao Médio e no processo de avaliação e certificação de competências para acesso às vagas remanescentes do segundo módulo.
A lista de classificação para os candidatos dos cursos de especialização foi divulgada nessa quarta-feira, dia 18, exclusivamente na Etec.
Para conferir a lista de convocação, o candidato precisa ir até a unidade em que deseja estudar.
Os convocados devem fazer a matrícula em horário definido pela unidade de ensino nos dias relacionados abaixo, desde que não seja feriado municipal na cidade onde a Etec está localizada:
 
* 19, 20 e 23 de janeiro        1ª lista de convocação e matrícula;
* 24, 25 e 26 de janeiro        2ª lista de convocação e matrícula;
* 27 de janeiro                      3ª lista de convocação e matrícula.
 
Documentos para Matrícula 
A matrícula dos convocados dependerá da apresentação dos seguintes documentos: requerimento de matrícula –  fornecido pela Etec – preenchido e assinado. Se o candidato tiver menos de 16 anos no momento da matrícula, caberá a seu responsável legal assinar o documento; cópia simples com apresentação do original ou autenticado em cartório da cédula de identidade (RG) ou da cédula de identidade de estrangeiro (RNE) ou da carteira nacional de habilitação, com foto e dentro da validade, ou do documento expedido por ordem ou conselho profissional, como OAB, Crea, Coren e CRC; cópia simples com apresentação do original ou autenticado em cartório do CPF; duas fotos 3×4 recentes e iguais.
Quem concluiu o Ensino Fundamental regular deve levar também cópia simples com apresentação do original do histórico escolar com certificado de conclusão do Ensino Fundamental; ou documento original da declaração de conclusão do Ensino Fundamental, assinada por agente escolar da escola de origem, contendo a data em que o certificado e o histórico serão emitidos. Estes documentos são dispensáveis para a matrícula no primeiro módulo dos cursos técnicos.
Quem concluiu ou estiver estudando o Ensino Médio regular deve levar cópia simples com apresentação do original do histórico escolar com certificado de conclusão do Ensino Médio; ou documento original da declaração de conclusão do Ensino Médio, assinada por agente escolar da escola de origem, ou declaração que está matriculado a partir da segunda série do Ensino Médio.

Para o candidato que realizou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – certificado ou declaração de conclusão do Ensino Médio, expedido pelos Institutos Federais ou pela Secretaria de Educação do Estado.
O candidato que ingressou no Sistema de Pontuação Acrescida pelo item escolaridade pública deverá, obrigatoriamente, levar a cópia simples com apresentação do original da declaração escolar ou do histórico escolar, contendo o detalhamento das séries cursadas e o nome da escola, para comprovar que cursou integralmente da 5ª a 8ª série ou do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental em instituições públicas.

Outras informações pelos telefones (11) 3471-4071 (Capital e Grande São Paulo) e 0800-772 2829 (demais localidades) e pelo sitewww.vestibulinhoetec.com.br

Espíritas se reúnem domingo em dois eventos

O primeiro deles será realizado pela União das Sociedades Espíritas Intermunicipal de Rio Claro (USEIRC), que promoverá em sua sede social à rua 14 nº. 240, bairro Consolação, o Almoço Mineiro. No cardápio, arroz, tutu de feijão, coube, bisteca de porco, ovo frito e salada. As adesões custam R$25,00 para adulto e R$12,00 para criança. Há opção também para os vegetarianos, com adesão ao preço de R$25,00. Bebidas e sobremesa à parte. O evento, que terá início ao meio-dia, tem por objetivo angariar recursos para as reformas necessárias do prédio da USEIRC, além de confraternizar as pessoas em geral. Haverá também música ao vivo. Outras informações pelos fones: 3533-5956 / 9-9831-5721 / 9-9235-4941.ESPIRITAS - USEIRC - Foto acervo

Palestra Cantada
Já na parte da tarde, às 16 horas, a Associação de Estudos Espíritas Emmanuel, localizada à Rua 27 nº. 176, bairro Santa Eliza, promoverá Palestra Musical Cantada do tenor Allan Vilches. Natural de Carapicuíba/SP, Vilches é formado em canto lírico e participa do Núcleo Espírita Obreiros da Vida Eterna, daquela localidade. É também cantor profissional, apresentando-se em eventos sociais e tem quatro CD’s lançados até o momento. O evento, gratuito e aberto ao público em geral é comemorativo ao aniversário de 19 anos de fundação da Associação de Estudos Espíritas Emmanuel. Após a palestra haverá confraternização. (fonte – Geraldo José Costa Junior – 1º. Secretário da Comissão Executiva da USEIRC)

Vagas do PAT – quarta feira – 18 de Janeiro de 2017

Sujeito a alteração no decorrer do dia. 
Para mais informações destas e demais vagas, comparecer ao PAT (av. 3, 536, centro) com carteira de trabalho, RG, CPF e número do PIS Ativo.
ESSAS SÃO ALGUMAS VAGAS QUE CONSTAM NO SISTEMA ‘MAIS EMPREGO’:
Assistente Administrativo **cursando um desses cursos: engenharia civil, ou arquitetura /urbanismo ou administração
Auxiliar de Escritório** captação de currículos
Caixa no Comércio
Chefe de Serviço de Limpeza
Eletricista de Instalações de Prédios
Encanador**Vaga para captação de currículos.
Encarregado de construção civil **captação de currículos
Encarregado de Controle de Produção
Estoquista
Jardineiro
Jardineiro com categoria B
Lavador /Polidor de Automóveis com cnh
Mecânico Motor a Diesel
Mecânico Montador** vaga captação de Currículos
Motorista Entregador
Mãe Substituta
Oficial de Manutenção Predial
Oficial de Serviços Gerais na Manutenção de Edificações
Operado de Loja** experiência em caixa/reposição de mercadorias
Soldador
Pedreiro**Vaga para captação de currículos.
Supervisor Operações/Técnico em Ultrason Líquido
Supervisor de Operações na Área Controle de Produção
Torneiro CNC
Torneiro Mecânico
Técnico de Enfermagem
Vendedor Porta a Porta

Vagas do PAT –18 de Janeiro de 2017 Sujeito a alteração no decorrer do dia.

Lembramos que essas vagas ficam disponíveis no SISTEMA MAIS EMPREGO até seu limite de encaminhamento.

Coluna Edmar Ferreira

Tite convoca hoje a Seleção Brasileira para o amistoso contra a Colômbia, que será disputado no dia 25 deste mês, no Engenhão. Toda a renda será revertida para os familiares das vítimas do acidente com o avião da Chapecoense.
Por não se tratar de data Fifa, o treinador convocará apenas os jogadores que atuam no país. Será a chance de Tite observar os destaques do último Brasileirão. O campeão Palmeiras, por exemplo, deve dominar a lista de convocados. Aguardam com expectativa a lista o lateral Jean, o zagueiro Vitor Hugo, os volantes Tchê Tchê e Moisés e o atacante Dudu.
Corinthians deve ter o lateral Fágner. O São Paulo deverá ceder o zagueiro Rodrigo Caio, enquanto o Santos terá Lucas Lima. Nomes que fatalmente estarão na lista: goleiros Weverton (Atlético/PR) e Alex Muralha (Flamengo), laterais Jorge (Flamengo) e Zeca (Santos), zagueiro Pedro Geromel (Grêmio), volantes Rafael Carioca (Atlético/MG) e William Arão (Flamengo) e o meia Gustavo Scarpa (Fluminense).
Outros jogadores que estão bem cotados para hoje são o goleiro Vanderlei (Santos), o zagueiro Rever (Flamengo), o lateral Diogo Barbosa (Cruzeiro), o meia Camilo (Botafogo) e o atacante William Pottker (Ponte Preta).
A Arena Corinthians receberá Brasil x Paraguai pela 14ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo. O jogo está marcado para o dia 28 de março. A última vez que a nossa seleção atuou no Itaquerão foi durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro no ano passado, quando venceu a Colômbia por 2 a 0 pelas quartas de final.
O jogo marcará o reencontro de Tite com o estádio em que foi campeão brasileiro de 2015, no comando do Corinthians. Seu último jogo no Itaquerão foi no dia 04/06/2016, quando o Timão derrotou o Coritiba por 2 a 1 pelo Campeonato Brasileiro, graças a um gol do lateral-esquerdo Uendel nos acréscimos.
O Santos recusou uma proposta de 8 milhões de euros (R$ 27 milhões) do Lille, da França, pelo meia Vitor Bueno. A diretoria não pensa em perder o jogador, ainda mais que o Peixe disputará a Taça Libertadores da América.
Os empresários de Vitor Bueno estiveram em Santos para conversar sobre a procura do time francês. O meia tem contrato com o time praiano até 21 de maio de 2020. Sua multa rescisória é de 50 milhões de euros (cerca de R$ 170 milhões).
A Justiça do Rio de Janeiro decidiu liberar os 27 torcedores do Corinthians que estavam presos desde o dia 23 de outubro do ano passado, acusados de envolvimento no tumulto nas arquibancadas do Maracanã, pouco antes de uma partida contra o Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro.
Os corintianos estavam na cadeia pública José Frederico Marques, conhecida como Bangu 10, e haviam pedido transferência por medo de uma briga iminente entre facções criminosas. Quem sabe agora tomem jeito.
A TV Bandeirantes transmite ao vivo hoje, a partir das 22h, a primeira partida de Rogério Ceni como técnico do São Paulo. O Tricolor enfrenta o River Plate da Argentina por uma vaga na grande final do Florida Cup 2017, torneio realizado nos EUA. O jogo terá narração de Teo José, comentários de Velloso e reportagens de André Galvão. No sábado, a Band transmite a disputa pelo 3º lugar às 18h e a grande final às 21h.
Boa notícia para os árbitros brasileiros. O limite de idade que era de 45 anos subiu para 50 em nosso país. A mudança é válida para os jogos das Séries A e B do Campeonato Brasileiro já a partir deste ano. A nova regra beneficiou por exemplo, os bons profissionais Marcelo de Lima Henrique, do Rio de Janeiro e Jailson Macedo Freitas, da Bahia, que em 2017 completariam 47 anos e já estavam pensando na aposentadoria.
Tive o enorme prazer de narrar a Copa do Nordeste de Futebol Máster pela AFIA TV no ano passado. A competição foi realizada em Porto de Galinhas, Cabo de Santo Agostinho e Recife. Um dos árbitros do torneio foi justamente Marcelo de Lima Henrique. Um profissional exemplar, de um caráter acima da média. Fiz uma grande amizade com ele e confesso, fiquei feliz com essa notícia.
Aprendi muito com o Marcelo de Lima Henrique e ganhei até os cartões amarelo e vermelho de presente logo após a final que apitou na Arena Pernambuco. Uma grande pessoa.
Por outro lado, o limite de idade para as Séries C e D foi reduzido para 42 anos. Outra novidade para 2017 é a volta dos auxiliares adicionais, ou seja, aqueles que ficam atrás dos gols.
Marinho, de 26 anos, destaque do Vitória no último Campeonato Brasileiro, é o novo reforço do Changchun Yatai, da China. O atacante assinou contrato de três anos. Sua nova equipe, que terminou apenas em 12º lugar na última Superliga da China, realiza sua pré-temporada nos Emirados Árabes. O time baiano deve receber 5 milhões de euros (R$ 17 milhões) pela multa rescisória.
Marcelo Cano, aquele técnico fanfarrão que sumiu e foi encontrado em um motel, não será demitido pela diretoria do Atlético/GO. Campeão da Série B do Campeonato Brasileiro com o time goiano, ele se reuniu com a diretoria e se desculpou pela pisada na bola. Dizem que ele estava treinando no motel “duas linhas de quatro”.
Curiosidade do dia: A seleção brasileira é a única do mundo que teve dois irmãos comandando seleções em Copas do Mundo. Na Copa de 1954 o técnico foi Zezé Moreira e na Copa de 1962 o técnico foi Aymoré Moreira.

QUEM OCUPARÁ O LUGAR DE MICHEL?

Carlos Chagas

Vamos que, apenas por exercício especulativo, o Tribunal Superior Eleitoral decida mesmo considerar nulo o resultado do segundo turno das eleições presidenciais de 2014. O mandato de Dilma já foi cassado, restaria o de Michel Temer. Ainda outro dia ele se declarou pronto para acatar a decisão. Pela Constituição, o TSE convocaria novas eleições, desde o primeiro dia deste ano realizadas pelo Congresso. Uma segunda hipótese seria considerar eleito o segundo colocado naquele ano: Aécio Neves.
Havendo nova eleição, dificilmente o Congresso deixaria de indicar o novo presidente. É provável que seja Rodrigo Maia, se conseguir eleger-se para a presidência da Câmara. O diabo é se ele fizer parte da lista da Odbrecht. Ou qualquer outro deputado ou senador. Nessa hipótese, se não for obrigatória a eleição de um parlamentar, Fernando Henrique Cardoso e Nelson Jobim serão candidatos. Se for, haverá que buscar um deputado ou um senador de ficha limpa. Claro que será encontrado alguém.
Mas quem? O PMDB é o maior partido nacional, capaz de selecionar um de seus líderes. Não vai ser fácil, porém, porque todo o seu selecionado joga no time da Odbrecht. Senão, na Camargo Corrêa ou outra empreiteira qualquer. O perigo é que no PSDB, os riscos são os mesmos. Aécio Neves, Geraldo Alckmin, José Serra? Muito possível que também façam parte das listas. Haverá que buscar um tucano sem mácula, mas onde?
O nó vai sendo dado, sem que ninguém se arrisque a sugerir um hipotético candidato a governar durante 2017 e 2018. Por conta disso há quem pretenda deixar as coisas como estão, permanecendo Michel Temer até o final do mandato.

Dias melhores virão

O que estava ruim ficou pior. Infelizmente, parece que 2016 pode ser descrito dessa forma por boa parte dos donos de micro e pequenas empresas (MPEs) quando comparado a 2015. Segundo pesquisa do Sebrae, 59,9% deles afirmam que, no ano, o desempenho de seus negócios se deteriorou ante o anterior.
O atual ciclo recessivo brasileiro começou no segundo trimestre de 2014. De lá para cá, foram só quedas no faturamento das MPEs. Escândalos de corrupção, turbulência política e uma economia na UTI são motivos suficientes para derrubar o ânimo de qualquer um. Contudo, dentro desse furacão, a maioria (62,6%) dos empreendedores acredita na melhora da situação de seus negócios em 2017 em relação a 2016. Ao mesmo tempo, estão receosos quanto a que atitudes tomar, já que 51,6% deles afirmam que não farão investimentos em 2017 ante 41,6% que dizem sim a tal possibilidade.
De qualquer forma, é positivo saber que, mesmo numa conjuntura desfavorável, quase metade dos empresários vai direcionar esforços para investimentos. Antes assim do que vê-los considerar a hipótese de fechar as portas. Entre os que projetam investir, o foco da maior parcela (43,6%) é a modernização do negócio.
A pesquisa também revela que 59,1% dos empreendedores pretendem tomar medidas para estimular as vendas em 2017 e, dentro desse movimento, a principal escolha é por propaganda e marketing, opção de 33,9% deles. Um sinal de que os empresários estão conscientes de que destinar recursos para essa finalidade não é supérfluo, mas necessário. O único setor com outra prioridade é a indústria, que pretende aumentar a variedade de seus produtos.
A conclusão que podemos ter quando olhamos a pesquisa é que, no geral, se prevê um 2017 menos desastroso do que 2016. É um passo, já que a confiança é a base para a economia andar para frente. Só há investimentos, geração de empregos e renda quando se acredita em um futuro positivo.
Porém, só isso não basta. O Brasil depende de uma combinação de fatores para se recuperar. Um deles é a queda dos juros, cujas altas taxas foram apontadas por 23,1% dos entrevistados como complicador para os negócios. Sem acesso a crédito, as empresas se veem amarradas para colocar em prática planos de expansão e aprimoramento. Outro complicador é a burocracia, que permanece minando o desenvolvimento das MPEs, impondo exigências demais e desestimulando a regularização.
O Sebrae-SP vai continuar na sua luta diária por um ambiente mais favorável às MPEs. Ainda há muito a se fazer, mas o empreendedor pode estar certo de que tem um parceiro para ajudá-lo a encontrar o sucesso.

Bruno Caetano é diretor superintendente do Sebrae-SP

NA PONTA ERRADA

Alexandre Garcia
Por causa das matanças selvagens em prisões, ouço e leio todos os dias teorias de como combater as facções do tráfico de drogas. Construir prisões se contrapõe a esvaziar prisões; punir ainda mais traficantes se choca com aliviar a pena de pequenos traficantes; liberar a droga versus vigiar mais a fronteira; deixar que se matem nas prisões ou deixar que nos matem nas ruas – e por aí vai uma série de palpites que convergem para a suposta sensatez do politicamente correto que se resume numa frase bonita: “construir escolas para não precisar construir prisões”.
Muito lindo mas, esquecemos que as escolas já estavam construídas quando a droga se expandiu. E começou justamente nas escolas. Também a frase embute uma falácia: de que a escola é para dar educação. Não é. A escola é para ensinar. Educação, formação, é na família. Estão esquecendo que a responsabilidade pela formação é do pai e da mãe. E se as famílias estão desagregadas, então é preciso reconstruir a família, para não depender da construção de escolas ou de presídios. É preciso mostrar ao pai e a mãe que são os responsáveis pela educação dos filhos, pela formação da cidadania nas novas gerações. A escola ensina matemática, linguagem, ciências e até civismo. Mas o caráter da criança que está pronta a recusar a oferta de droga, vem de casa.
Parece fácil, mas não é. Agora mesmo leio nos jornais o estardalhaço que se faz porque a ANVISA liberou um remédio à base da Cannabis Sativa, no Brasil conhecida como maconha, palavra inventada pelos escravos que recebiam cânhamo para aplacar o cansaço, segundo deduzo. E nos títulos dos jornais, a palavra maconha aparece como remédio. Falam em “uso recreativo da droga”. É mentira. A maconha e as outras drogas piores destroem os neurônios e, pior ainda, destroem a vontade, transformando seres livres em escravos. Chama-me a atenção o marketing que tem a maconha na mídia. Por isso, é preciso uma luta constante dos pais, mostrando que a droga só tem lado ruim. A propaganda da droga fala em sensações. Ora, a melhor maneira de desfrutar qualquer momento da vida é estando consciente.
Aí vem outra questão que devem estar esquecendo deliberadamente, por medo. Só se fala em combater a ponta final da droga, o tráfico. É o final, quando não tem mais jeito. Pois tudo isso que se combate se alimenta, é financiado, pelo que não se combate publicamente: o consumo, na ponta inicial. O usuário é quem sustenta tudo isso. Ora, se a droga não vender, não tiver mercado, não haverá tráfico, porque não haverá consumo. E as consequências da droga nos consumidores são piores que as consequências entre os traficantes das diferentes facções, nas prisões. Nas prisões, pouco mais de uma centena foram decapitados. Nas famílias, nas escolas e nas ruas brasileiras, milhões já perderam a cabeça para a droga.

Mais de 2 milhões para concluir escola há cinco anos inacabada

O município de Rio Claro poderá ter de gastar mais R$ 2 milhões para concluir uma escola iniciada há mais de cinco anos. Em setembro de 2011, quando a escola começou a ser construída, o custo da obra foi orçado em mais de R$ 3,5 milhões. Desse montante, foram pagos para a construtora cerca de R$ 3,1 milhões. Os R$ 400 mil restantes da previsão inicial são insuficientes para o novo governo municipal terminar o prédio, que está com a obra paralisada desde o ano passado.

“Isto demonstra uma falta de planejamento que não se pode admitir com o dinheiro público”, afirma o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. “Antes de retomar a obra, vamos fazer um levantamento minucioso do que foi feito, de como foi feito e quanto custou”, anunciou Juninho.PREFEITURA TERÁ DE GASTAR

A Secretaria Municipal da Educação da Prefeitura de Rio Claro terá que fazer uma nova licitação para concluir a construção do novo prédio da Escola Sueli Aparecida Marin, localizada na Rua M-22 com a Avenida M-35, no Jardim Ipanema. O secretário da pasta, Adriano Moreira, explica que nos relatórios de transição, a administração anterior informou que 79% da obra já tinham sido concluídos. Hoje a obra está paralisada.

Ao analisar o processo, constatou-se que não existe contrato com a construtora que realizava o serviço. Segundo Moreira, no ano passado, a empresa entrou com pedido de rescisão judicial por falta de pagamento. A solicitação foi aceita e o contrato foi extinto. Com isso, o secretário explica que precisará fazer nova licitação para terminar a construção do prédio da escola.

Antes disso, será necessário realizar uma vistoria técnica no imóvel para verificar o que foi feito e o que falta fazer. Somente depois disso será possível publicar um novo edital. Moreira visitou a escola nessa terça-feira (17), acompanhado de um engenheiro. “O interior do prédio está em péssimas condições com várias partes danificadas”, comenta. Ele explica que o próximo passo é fazer uma planilha de custo para verificar qual será o montante necessário para concluir a escola. A estimativa inicial é de um investimento de aproximadamente R$ 2 milhões, dinheiro que será utilizado para concluir o projeto e refazer o que foi danificado.

O secretário da Educação ressalta que é importante agilizar os trâmites para evitar maior desgaste na estrutura e aumento de gastos.
Ainda não há previsão para a conclusão da obra que deveria ter sido concluída em 11 meses. Uma estimativa feita pela construtora aponta que restam seis meses de trabalho para concluir o prédio da escola. Se a licitação e os demais procedimentos forem realizados com sucesso até junho, o secretário calcula que a obra poderá terminar até o fim deste ano. O novo prédio da Escola Sueli Aparecida Marin terá 345 vagas e quadra poliesportiva.

Mutirão contra dengue acontece em Rio Claro

Agentes de combate à dengue, chikungunya e zika vírus da Fundação de Municipal de Saúde de Rio Claro percorreram um total de 3.228 imóveis no primeiro mutirão de combate aos focos do mosquito Aedes aegypti. A operação, realizada na manhã de sábado (14), ocorreu nos bairros Bonsucesso, Novo Wenzel, Bom Retiro e Centenário.

Segundo informações do Centro de Controle de Zoonoses, desse total, os agentes conseguiram trabalhar em 2.137 imóveis e os 1.091 em que não houve a possibilidade de trabalharem serão novamente visitados durante a semana.

O mutirão teve ainda o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente com o caminhão cata-bagulho, recolhendo entulhos e lixos que estavam acumulados nas casas e demais imóveis.Primeiro mutirão catabagulho2

O objetivo da ação, que ocorrerá aos sábados em diferentes bairros de Rio Claro, é eliminar possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, bem como para orientação à população.
Os mutirões contra a dengue acontecem em todos os municípios paulistas agregados ao projeto estadual de enfrentamento da doença. As visitações casa a casa, terreno a terreno, garantem uma cobertura para prevenção e eliminação de criadouros do mosquito, uma vez que a maioria dos criadouros está localizada nas casas.

Prefeito é empossado presidente da 131ª Junta de Serviço Militar

Juninho tomou posse no dia 13 em solenidade no Paço Municipal, com a presença do 1º Tenente José Odilon Figueira, servidoras da Junta Militar e autoridades locais. Como manda a lei, o prefeito eleito da cidade é quem preside a Junta de Serviço Militar do município.

Após uma conversa informal, Juninho colocou o município à disposição da Junta Militar local, destacando a importância do serviço prestado pelos atiradores e seus superiores. O prefeito prestou juramento à bandeira e em seguida assinou o termo de posse como presidente da Junta de Serviço Militar 131.

Também participaram da solenidade Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social de Solidariedade, o vice-prefeito e secretário de Segurança e Mobilidade Urbana, Marco Antonio Bellagamba, e o novo comandante da Guarda Civil Municipal, Luiz Fernando Godoy.PREFEITO É EMPOSSADO (1)

Alistamento
O alistamento militar teve início no dia 9 de janeiro e segue até 30 de Junho. Em Rio Claro são listados anualmente 1.800 jovens, sendo que deste número, apenas 100 ingressam por ano no Tiro de Guerra.
Junta Militar – A Junta Militar de Rio Claro está situada na Avenida 8, nº 91, entre as ruas 1 e 2. Funcionamento é de segunda a quinta-feira, das 8h30 às 11h e das 13h às 16h30.

Excesso de chuvas paralisa ETA 2 em Rio Claro

O grande volume de chuvas na noite de sábado e madrugada deste domingo (15 de janeiro) fez com que o Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) suspendesse o funcionamento da Estação de Tratamento de Água (ETA 2), na estrada de Ajapi. A ETA 2 é responsável por 60% da água distribuída no município e sua fonte de captação é o rio Corumbataí, que, em razão das chuvas, recebeu muitos sedimentos arrastados de suas margens, inviabilizando tecnicamente a captação e o tratamento da água para distribuição à população.
As bombas da ETA 2 foram desligados durante a madrugada. Técnicos do Daae estão fazendo monitoramento permanente das condições da água do Corumbataí para que a estação de tratamento volte a operar o quanto antes e o abastecimento de água à população seja normalizado.
A paralisação da ETA 2 nesse domingo poderá causar interrupção no fornecimento de água ou baixa pressão nas torneiras nos bairros: Grande Cervezão, Mãe Preta, Jardim Village, Arco-íris, Santana, Panorama, Parque Universitário, Jardim Wenzel, Parque São Jorge, São José, São Caetano, Santa Elisa, Ipanema, Guanabara, Jardim das Palmeiras, Recanto Paraíso, Alto do Santana, Jardim Boa Vista, Santa Maria, Matheus Manieiro, Jardim Nova Rio Claro, Jardim Bandeirantes, BNH, Jardim Paulista 2, Centenário, Maria Cristina, Bonsucesso, Novo Wenzel, Bom Retiro, Condomínio Residencial São Paulo Home, Vila Martins, Benjamin de Castro, Parque Residencial, Paineiras, Vila Industrial, Vila Verde, Residencial Florença, Jardim América, São Miguel, Jardim Brasília, Jardim das Nações, Terra Nova, Jardim Karan, distrito de Ajapi, Alan Grey, Águas Claras, Vila Olinda, Jardim Progresso, Jardim Figueira, Jardim Ipê, Jardim São Paulo, Jardim Wenzel, Jardim das Flores, Residencial Regina Picelli, Jardim Floridiana, Santa Clara 1 e 2 e Distrito Industrial.
Mais informações podem ser obtidas pela central de atendimento do Daae, no telefone 0800-505-5200.

Núcleo de esporte é pauta entre secretário e vereador

O esporte é base de tudo. É base da educação, da saúde, da qualidade de vida, da cultura, da segurança e do desenvolvimento social. Por conta disso, o vereador Julinho Lopes encaminhou ao secretário de Esportes, Ronald Penteado, um conjunto de ideias para o desenvolvimento de Núcleos Esportivos na cidade de Rio Claro.

“Devemos trabalhar a base, fortalecer a prática de diversas modalidades esportivas, tanto masculinas quanto femininas, para atender todas as faixas etárias. É necessário investir nas atividades físicas inclusivas para pessoas com deficiência também. Implantar esse trabalho será fundamental para o desenvolvimento social e humano de jovens e adultos em Rio Claro”, cita Julinho Lopes.

Para o vereador, o município pode estudar o uso dos espaços públicos já existentes. “Rio Claro possui locais destinados a prática esportiva que poderão ser utilizados para este fim, tais como no Jardim Panorama, Santa Eliza, Cervezão, no Conjunto Habitacional Jardim das Nações, entre outros. O esporte tem que ser levado a comunidade, não o contrário. Além disso, um trabalho para identificar o potencial esportivo de cada região deve ser previsto, sem esquecer, a longo prazo, na formação de novos atletas para as equipes de alto rendimento do município”, explicou o parlamentar.

Por sua vez, o secretário irá reunir sua equipe para fazer um mapeamento desses locais, a fim de avaliar quais atividades esportivas, recreativas e de lazer poderão ser desenvolvidas em cada Núcleo. “Iremos realizar um levantamento e traçar as metas para estender as atividades esportivas em cada região da cidade. Iremos desenvolver um projeto que, além de aumentar o número de atividades e modalidade esportivas, possamos atender todas as regiões do município”, declarou Ronald Penteado.