Deputado e prefeito tentam evitar perda de quatro creches

“A conversa foi muito produtiva e acredito que conseguiremos recuperar o tempo perdido na execução dos convênios”, disse o deputado após a reunião. O programa é gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Social, porém os recursos financeiros saem do orçamento da Secretaria de Educação.

O caso mais preocupante é o da unidade em construção no Jardim Terra Nova, que também motivou a ida do secretário municipal de Educação, Adriano Moreira, até São Paulo no mesmo dia em Aldo e Juninho estiveram reunidos com Nalini. Em contato com os técnicos da Coordenadoria de Infraestrutura e Serviços Escolares (Cise), Moreira protocolou pedido para renovar o convênio que foi extinto em dezembro do ano passado porque não foi prorrogado pela administração municipal anterior.

Ficou acertado o encaminhamento dos documentos necessários para completar o processo nos próximos dias. A obra da nova creche com capacidade para atender 150 crianças foi iniciada em março de 2015 e deveria ter sido concluída em abril de 2016, mas ainda não passou do alicerce.

Juninho apresenta pedidos de Rio Claro ao governador Alckmin

“Estamos reaproximando o município do governo estadual e recuperando o tempo perdido, na expectativa de estabelecermos parcerias que certamente trarão boas coisas para os rio-clarenses”, afirmou Juninho ao apresentar uma série de reivindicações no Palácio dos Bandeirantes.
Na avaliação de Juninho, várias das obras pendentes no município já poderiam estar melhores encaminhadas ou até mesmo concluídas, se a prefeitura tivesse atuado com maior agilidade em fazer a parte que lhe cabia.

Na audiência com o governador, o prefeito Juninho pediu o apoio do governo estadual para que o governo federal autorize a utilização da antiga estação ferroviária como nova sede da 1ª Cia. da Polícia Militar, como forma de colocar os policiais mais próximos da rede bancária e do comércio central. Juninho também pediu providências para retomar a implantação da Fatec (Faculdade de Tecnologia) em Rio Claro, processo que se tornou extremamente moroso em razão de entraves na oficialização da destinação da área.

Outra reivindicação importante apresentada ao governador se refere ao trevo da Washington Luís com a Avenida Tancredo Neves, para o qual Juninho quer melhorias e remodelação a fim de ampliar a segurança no trânsito. Alckmin também recebeu das mãos do prefeito rio-clarense o pedido de prorrogação do convênio para a construção de creche no Jardim Terra Nova, obra que corre o risco de não ser concluída em razão da demora do governo anterior em providenciar a prorrogação do convênio.

Câmara Municipal – Duplicação e rotatória na estrada velha de Ipeúna

O avanço populacional nos bairros Jardim Bonsucesso, Novo Wenzel e Bom Retiro e em propriedades rurais da região que concentram muitas famílias, bem como o aumento do setor produtivo naquela região, reabrem a discussão sobre a necessidade de duplicação da Estrada Vicinal Antonio Silveira Pedreira mais conhecida como Estrada Velha de Ipeúna.

Atento à questão e ciente de que a obra requer alto investimento, Luciano Bonsucesso busca apoio do PR, na Assembleia Legislativa de São Paulo, a Alesp, para que a proposta possa avançar junto ao Departamento de Estradas e Rodagem, o DER. O vereador esteve em São Paulo reunido com o deputado Ricardo Madalena onde entregou material que comprova a necessidade de atenção especial por parte do poder público.

Esta região, salientou Luciano Bonsucesso, conta com número significante de crianças e adolescentes que diariamente cruzam a estrada ao se deslocarem de um bairro para outro. “O risco de acidentes é preocupante já que esta região situa-se em área de declive acentuado o que infelizmente contribui para a velocidade excessiva de veículos”, pontuou o vereador ao deputado na Alesp.

????????????????????????????????????

Outro aspecto abordado por Luciano Bonsucesso diz respeito ao tráfego de caminhões neste estrada devido ao transporte de cargas de argila, entre outros materiais.

Para o vereador, a primeira providência a ser tomada pelo setor competente é a implantação de rotatória na estrada no ponto em que hoje se encontra apenas uma passagem em nível. “Desta forma, o risco de acidentes, principalmente no período noturno, diminuiria”, assinalou ao deputado Madalena.Em resposta à solicitação, o deputado estadual, via ofício, solicitou estudo junto ao DER para que medida paliativa possa ser tomada enquanto a obra não se concretize.

AS PEÇAS QUE A VIDA NOS PREGA

Muita gente já ouviu falar de casos em que o remédio bom para um pode fazer nenhuma diferença para o outro? Ou aquele ditado que diz: “Faça o que eu mando, mas não faça o que eu faço”. Ou ainda sua melhor amiga diz para você assistir aquele filme que ela gostou e quando você assiste se decepciona.
Já te contei a historia do palhaço? Pode muito bem ilustrar o que estou tentando lhe passar. Diz uma história que numa cidade do interior apareceu um circo, e que, entre seus artistas, havia um palhaço com um poder muito grande de divertir, sob medida, todas as pessoas da platéia. O riso era tão saudável, tão profundo e natural que se tornou terapêutico.
Todos que padeciam de tristezas agudas ou crônicas eram indicados por um médico do lugar que tinha assistido ao espetáculo como forma de tratamento, pois via no palhaço o dom de eliminar as angústias. O que levou aquele circo a ficar uma boa temporada por lá.
Um dia, um homem desconhecido, tomado de profunda depressão, procurou o doutor. O médico então, sem relutar, indicou o circo como um lugar de cura de todos os males daquela natureza, de abrandamento de todas as dores da alma, de iluminação de todos os cantos escuros de nossa alma.
O homem se cala, levanta-se, caminhando em direção a porta, vira-se para o médico e diz:
– Não posso procurar o circo… Aí está o meu problema: eu sou o palhaço!
E eu fico pensando que talvez esteja pensando que peça a vida pode ter proporcionado a esse palhaço. E que decepção para um médico saber que todos os seus clientes com aquele mesmo problema foi solucionado tão facilmente, não é?
A natureza e a sabedoria de estarmos vivendo e descobrindo oportunidades de crescimento em nossa vida torna-se mais fácil viver em harmonia com o Universo.
Então fique tranqüilo, a vida pode nos proporcionar algumas peças, o importante é que de alguma forma podemos tomar certas aprendizagens com sabedoria de todos os momentos e eventos de nossa vida, desde que fiquemos atentos e receptivos as diversas lições que a vida nos prega, senão acabaremos como aquele palhaço no “grande picadeiro da vida”. Pense nisso!
Dr. José Roberto Teixeira Leite é Cirurgião Dentista e Coach em PNL

SÃO SEBASTIÃO

Ana Lucia Missaglia Guarnieri
— Acredita no amor incondicional ou pensa que é inacreditável?
Então relembremos a vida de São Sebastião que se comemora a 20 de janeiro próximo.
São Sebastião (França, 256 d.C. – 286 d. C., Itália) foi mártir e santo cristão, morto por ordem do Imperador romano Diocleciano.
Sebastós, que segundo a etimologia do seu nome significa divino, Sebastião veio para trazer notícias da cidade do Alto e falar-nos, através da sua vida, da glória altíssima: o Paraíso de Mílton (que não está perdido) mas está à espera dos que o procuram e o encontram quando aprendem a praticar o amor incondicional, que existe.
Sebastião alistou-se no exército romano (283 d.C.) com intenção de afirmar o coração dos cristãos, enfraquecido pelas torturas que sofriam pelas perseguições. Era muito estimado por Diocleciano que sempre o queria por perto, nomeando-o capitão da Guarda Pretoriana, até que fosse descoberto o tratamento brando que dava aos cristãos, revelando que era um deles. Julgado como traidor pela Corte, foi ordenada a sua execução mor meio de flechas (símbolo de sua iconografia). Dado como morto e atirado no rio, Sebastião não havia falecido: foi encontrado por Irene (santa Irene) que o salvou e, aparecendo, diante de Diocleciano, cumpriu a sua pena de morte final: foi espancado, até morrer. (- Já não assistiu a cenas parecidas neste mundo?). Luciana (santa Luciana) resgatou seu corpo e o sepultou nas catacumbas.
– Como os que estão ligados ao Reino de Deus prestaram-lhe homenagens na Terra? Pedidos de proteção e ajuda? Ação de graças por estar a serviço da milícia celeste, tendo passado pela violência anti-cristã do Imperador Diocleciano? ( o mórbido ou que nomenclatura seria adequada hoje, entre as incontáveis, da Psiquiatria, para “batizar” nossa decadência, sem Deus)?
Na Umbanda, em suas raízes das crenças afro-brasileiras, São Sebastião é reconhecido como Orixá-Oxassi, ,protetor das florestas, da relação entre o reino animal e a vegetação, caçador que cuida das energias do bem.
Abriram as portas, à sua passagem, as artes, o folclore, a literatura, o cinema, a música, a pintura, a vida do homem de todas as classes embevecida pela ARTE de Deus.
Só para lembrar, os pintores da renascença o retrataram como o valente e terno soldado do Altíssimo a interceder por todos os que sofrem, exemplo do amor incondicional, que abranda as dificuldades(como o praticou no seu tempo) pela bravura da sua firme decisão de servir a Deus.
O escritor italiano Tito Casini fez um relato da vida de Sebastião no seu livro “Perseguidores e Mártires” e, no romance Fabíola, escrito por Nicholas Wiseman foi o personagem central, sendo (em 1949, França) adaptado ao cinema e, em 1961, refilmado na Itália.
Claude Debussy (1911) autor, dentre outras composições imortais, de AU CLAIR DE LA LUNE, organizou uma cantata com drama lírico e balé sobre o Martírio de São Sebastião, sem esquecer, dentre outros, do pintor brasileiro, Eliseu Visconti, que teve sua tela RECOMPENSA DE SÃO SEBASTIÃO premiada com medalha de ouro na Exposição Universal de 1904, nos Estados Unidos. (Hoje sua obra é parte do acervo do Museu de Belas Artes do Rio de Janeiro).
De norte a sul, de leste ao oeste, em seus 26 Estados e Distrito Federal, em MAIS DE DUZENTAS CIDADES do Brasil, São Sebastião é comemorado com feriados e festas não só como padroeiro dos atletas, do exército e da infantaria, mas como Sebastós – o divino a favorecer o povo brasileiro em busca de Vida, que transforme as mortes, os crimes, as chacinas, o desamor pela vida , a descrença, “a miséria espiritual” (proferida por Papa Francisco num de seus últimos pronunciamentos sobre os descaminhos da humanidade) na graça de Viver, como nos transmite, hoje, o santo que deu o seu nome a nossa Segunda Maior Metrópole, depois de São Paulo: “São Sebastião do Rio de Janeiro”.
– São Sebastião, propiciador do conhecimento que nos leva a Deus (redobraram-se de 20 para 45 mil as consultas de livros na Biblioteca Municipal de São Paulo, plantão de 24 horas, conforme JN da semana passada) rogai por nós!- Intercedei para que nossa prática do amor incondicional prevaleça, no Brasil e no Mundo, como garantia da Nova Civilização, que nos veio trazer da Cidade do Alto, como nosso irmão!!!

SÓ DECLARANDO GUERRA A DONALD TRUMP

Carlos Chagas

O presidente Michel Temer reúne amanhã os governadores estaduais. Prevê-se que nenhum falte, dada a miséria em se encontram seus Estados. Todos vem atrás de dinheiro, imaginando rolar suas dívidas com a União, obter mais empréstimos e poder ao menos assegurar o pagamento do próprio funcionalismo.
Impossível que tragam sugestões capazes de ajudar o governo federal a sair do sufoco. Saber quem está pior, se os governadores ou o presidente da República, dá no mesmo. Andam todos à espera de um milagre.
Fez sucesso, muitos anos atrás, um filme intitulado de “O Rato que Ruge”, com o inigualável e saudoso Peter Sellers, acumulando três papéis: a rainha de um pequeno país europeu, o primeiro-ministro e um capitão da guarda. Reunidos, eles concluíram haver uma só saída para o país: declarar guerra aos Estados Unidos, iniciá-la e logo depois perder. Ou todos os países que haviam perdido guerras para os americanos, como o Japão e a Alemanha, não se encontravam no melhor dos mundos, ricos e prósperos?
Assim fizeram, embarcando seu limitado exército num cargueiro de quinta categoria, com arcos, flechas e escudos. Invadiram Nova York, cuja população nem se deu conta da invasão. Aconteceu, porém, um inusitado: os invasores entram na residência de um cientista nuclear que acabara de descobrir a fórmula de uma bomba atômica de bolso. O resto da trama fica por conta do leitor encontrar uma cópia do filme e deliciar-se com o espetáculo.
Porque se conta essa história que seria cômica se não fosse trágica? Afinal, sexta-feira assume um novo presidente dos Estados Unidos. Que tal Michel Temer e os governadores declararem guerra ao governo Donald Trump? O triste seria se nós ganhássemos…

Fórmula 1: Willians confirma retorno de Felipe Massa

E. Cortez
Olá amigos! Enfim, o brasileiro seguirá tendo alguém para torcer nas manhãs de domingo, já que o Brasil garantiu representante no grid da Fórmula 1 em 2017. Após rumores, foi anunciada a permanência de Felipe Massa na Williams e na categoria, consequentemente. Massa chegou declarar sua aposentadoria no ano passado, mas cedeu ao pedido da direção da escuderia, que liberou Valtteri Bottas para a Mercedes, substituindo Nico Rosberg.
“Em primeiro lugar, estou muito feliz por ter uma oportunidade de voltar à Williams”, disse Massa em um comunicado oficial. “Williams é uma equipe que mora no meu coração e tenho respeito por tudo o que está tentando alcançar.”
O contrato com Felipe foi assinado na manhã desta segunda-feira, por mais uma temporada, para ser companheiro de Lance Stroll e ajudar no desenvolvimento dos carros de 2017, que sofrem uma mudança radical. Com isso, é natural também que Valtteri Bottas seja anunciado pela Mercedes a qualquer momento, já que o outro candidato à vaga deixada por Rosberg, Pascal Wehrlein, fechou com a Sauber também nesta segunda, deixando o outro brasileiro, Felipe Nasr, em situação delicada na Fórmula 1.
“O apoio dos fãs nestas últimas semanas tem sido enorme, me deixando ainda mais motivado, e sou muito grato por isso. Também estou ansioso para trabalhar com o Lance. Conheço ele há um tempo e acompanhei o seu desenvolvimento ao longo desse tempo. Então estou ansioso para ver o que podemos conquistar juntos”, destacou Massa.
A importância de Massa para a Willians
Para a escuderia, a presença de Massa é muito importante. E isso ficou claro nas palavras de Claire Williams, chefe do time, ao exaltar o brasileiro. “Felipe sempre tem sido um membro muito amado da família Williams. Ter a oportunidade de trabalhar com ele novamente é algo muito bom. Estou muito contente de o Felipe ter aceito largar a aposentadoria para fazer parte da temporada 2017 conosco. Quando o Felipe se junta a nós novamente, nos dá estabilidade, experiência e talento para nos ajudar a evoluir. Ter ele é uma grande conquista para a equipe”, afirmou Claire.
Com as revoluções que os carros sofrerão na próxima temporada, a ida de Bottas para Mercedes sacudiu a Williams, que dessa forma precisava de um piloto experiente para entender as mudanças e ajudar o garoto Lance Stroll em seu primeiro ano na Fórmula 1. A Williams chegou a cogitar Jenson Button, mas Felipe já está adaptado ao time que faz parte desde o início de 2014. Além da parte técnica, o lado comercial também favorece o retorno do brasileiro, já que o contrato da Martini (marca de bebidas e principal patrocinadora da equipe), impõe que um dos pilotos seja maior de 25 anos para divulgação da marca – lei em diversos países da Europa.