Ônibus urbanos de Rio Claro mudam a partir do dia 27

A reestruturação foi providenciada com o objetivo de melhorar as condições de atendimento aos usuários e promover o bom aproveitamento do sistema, suprimindo linhas pouco utilizadas – que em alguns horários têm ônibus sem passageiros – e ampliando as opções nas linhas de maior público, nas quais ocorre superlotação. As mudanças também permitirão que, em algumas linhas, o intervalo entre um horário e outro seja menor.
O secretário municipal de Mobilidade Urbana e Sistema Viário, José Maria Chiossi, lembra que, se os ônibus circulam vazios, geram um custo desnecessário que acaba repassado para a tarifa, onde todos os usuários arcam com a despesa. Chiossi observa ainda que alguns bairros mais antigos, com o passar dos anos, perderam moradores para os bairros mais novos, o que provocou o esvaziamento de algumas linhas de ônibus.
Os novos horários e novos itinerários estarão disponíveis na Central de Atendimento da Rápido São Paulo a partir do próximo dia 21.

onibus-urbanos-de-rio-claro-mudam

 

Reestruturação
Moradores dos bairros Progresso I e II, Regina Picelli, Bosque do Rio Claro e Aparecida, servidos pela linha Aparecida/Progresso, continuarão sendo atendidos por essa linha nos principais horários do dia. Terão, porém, também a opção de utilizarem as linhas Circular 1 e 2 e Boa Vista/Centro, enquanto os moradores do bairro Regina Picelli poderão, ainda, utilizar a linha Cervezão, servindo-se de linhas que passam perto dos referidos bairros.
Moradores dos bairros Vila Paulista, Jardim Conduta, Copacabana, Itapuã e Kennedy continuam tendo a linha de ônibus Copacabana/Vila Paulista ou Copacabana/Kennedy nos principais horários. Os usuários da linha Jardim Novo/Via Kennedy continuarão tendo o transporte nos horários de pico. Nos demais horários, o bairro Jardim Novo é atendido por 04 ônibus das linhas Jardim Novo/Rodoviária e Jardim Novo/Inocoop, e os moradores do Jardim Kennedy poderão utilizar a linha Copacabana/Kennedy.
Nos dias úteis à noite, no sábado à tarde e aos domingos e feriados o bairro Jardim das Palmeiras será atendido pela linha Palmeiras (via Nova Rio Claro/Guanabara/Quebec) e também pelos carros da linha Jardim Novo. Moradores do bairro Paineiras continuam tendo dois ônibus na linha, e os moradores do bairro Santa Elisa, que têm atualmente um ônibus a cada 50 minutos, passarão a ter um ônibus a cada 35 minutos, ou seja, mais oferta de transporte aos usuários.
Nos dias úteis à noite, no sábado à tarde e aos domingos e feriados os bairros Santa Maria, Boa Vista, Jardim das Flores e adjacências deixarão de serem servidos pela linha Boa Vista/Centro, mas poderão se utilizar das linhas Circular 1 e Circular 2 para seu transporte. Nos demais horários a linha Boa Vista/Centro será mantida sem alterações.
Os moradores dos bairros São Miguel, Bandeirantes, Vila Industrial e adjacências passarão a contar com cinco ônibus nos horários de pico, em duas linhas diferentes, sendo que uma delas passa pela Av. 32 e outra pelo Bela Vista, ambas as linhas indo até a Rodoviária. Dessa forma, os referidos bairros serão servidos por cinco veículos nos horários de pico, com ônibus em intervalos de 10 a 20 minutos, e a cada 30 a 40 minutos nos horários entre picos. Além disso, a linha irá até a Rodoviária, o que facilitará para os usuários que desejam se deslocar para aquela região da cidade.
Os moradores do bairro Bela Vista e adjacências contam hoje com um ônibus a cada 40 minutos, e passam a ter ônibus a cada 10 a 20 minutos no pico, e a cada 30 a 40 minutos nos entre picos, que será a linha São Miguel/Rodoviária (via Bela Vista).

As tradicionais Cantatas de Natal do Shopping Rio Claro se iniciam neste sábado (19)

Na próximo dia 19 de novembro, a partir das 17h, se iniciam as apresentações das tradicionais Cantatas de Natal do Shopping Rio Claro com a participação dos alunos da escola Music Hall.
As apresentações acontecem na Praça de Alimentação, em diversos horários, e a comunidade rio-clarense está convidada a prestigiar as apresentações dos grupos musicais da cidade e da região, que encantarão os visitantes do centro de compras e, acima de tudo, compõem o clima natalino que já está presente no Shopping desde a chegada do Papai Noel, em 30 de outubro.
“As Cantatas de Natal do Shopping Rio Claro são aguardadas com muita expectativa pelos clientes porque a música contagia as pessoas de uma forma positiva e desperta o clima de fraternidade que o Natal traz para as nossas vidas”, destaca Everton Rondini, Gerente Geral do Shopping Rio Claro.
 
Confira a programação Cantata de Natal do Shopping Rio Claro:
19/11, das 17h às 18h; e das 19h às 20h: Music Hall
22/11, das 16h às 17h: coral do Projeto Guri
24/11, às 19h: apresentação Colégio Koelle
26/11, das 19h às 20h: coral infantil da Escola CAIC
30/11, das 19h às 20h: Coral Municipal
1º/12, das 19h às 20h: Instituto Estrela da Esperança, Coral Art Vida, Escola de Música Sons de Nebadom e Coral de Vozes Mei Mei
3/12, às 20h: Colégio Puríssimo
6/12, às 19h30: Coral da Escola Pequeno Príncipe
7/12, às 19h: Colégio Objetivo
8/12, às 19h30: Coral da Escola Adventista
9/12, das 19h às 21h30: Escola Maria Isabel
10/12, a partir das 15h: Coral Doxa Di Gaspi
12/12, às 20h: Colégio Cena
15/12, às 19h30: Guarda Mirim de Rio Claro
16/12, das 19h às 20h: coral Música É Vida, do GACC
17/12, das 20h às 21h: Shaira
22/12, das 19h às 20h: 1ª igreja Batista de Santa Gertrudes
23/12, das 19h às 21h: Igreja Refúgio Oração

as-tradicionais-cantatas-de-natal-no-shopping-2 as-tradicionais-cantatas-de-natal-no-shopping-1

Com entrada franca acontece hoje Os Saltimbancos na escola Caic

A encenação será realizada pelo Coral Municipal de Rio Claro e coral infantil da escola a partir das 17 horas. A atividade é aberta a comunidade e tem entrada franca.
Com direção e regência do maestro Daniel dos Santos Pedroso a apresentação levará ao público uma das mais expressivas obras de teatro musical dedicada ao público infantil no Brasil. Os Saltimbancos narra as aventuras de quatro bichos que, sentindo-se explorados por seus donos, resolvem fugir para a cidade e tentar a sorte como músicos.
O elenco tem Kaique Pereira como “Jumento”, Grazielle Tinós como “Cachorro”, Taisa Dietrich como “Gata” e Wellyda Alves como “Galinha”, além de outros animais que serão interpretados por alunos do coral.

Geduc forma mais de 250 alunos em programa antidrogas

O programa é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Segurança em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e alerta os alunos sobre os malefícios causados pelas drogas.
Na segunda-feira (21) a cerimônia será realizada às 19h30 na escola Victorino Machado. Na quinta-feira (17) a solenidade aconteceu na escola Antônio Sebastião da Silva, com a participação de 150 alunos.
“Desde que o programa foi iniciado a receptividade tem sido muito positiva, tanto dos alunos quanto dos pais e escolas”, destaca Luciane Oliveira, coordenadora do Ensino Fundamental da Secretaria de Educação. O programa é direcionado aos alunos do terceiro ano e foca o combate às drogas, especialmente no ambiente escolar.
Com auxílio de cartilha informativa, o Geduc usa o diálogo franco com os alunos como principal ferramenta. As orientações partem de abordagem que retrata a questão de forma realística, fornecendo aos cidadãos mirins a capacidade de entender os riscos do contato com as drogas e livrarem-se do eventual assédio de traficantes. 

Daae vai interligar adutoras para atender distrito de Assistência

O Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro irá iniciar na próxima semana as obras hidráulicas complementares de interligação de duas adutoras que irão abastecer o reservatório elevado para atender o distrito de Assistência.

Os detalhes operacionais foram apresentados e discutidos na manhã dessa quinta-feira (17), em reunião com o prefeito Du Altimari, o superintendente do Daae, Geraldo Gonçalves Pereira, e o engenheiro Carlos Suzuki, da empresa Trail Infraestrutura Ltda, responsável pela execução das obras.

As obras dessa última etapa de interligação das adutoras serão executadas em um trecho da Rua 1 com Avenida 5, no bairro Jardim Novo. As tubulações são de grande porte, confeccionadas em ferro fundido já estão implantadas no local e serão interligadas, levando água produzida na Estação de Tratamento de Água (ETA 1), localizada no bairro Cidade Nova até o reservatório construído no prolongamento da Avenida Marginal – defronte à rodovia SP-127, em área cedida pela Cerâmica Delta.

O reservatório tem capacidade de armazenamento de até 1.000 m³, ou seja, um milhão de litros de água tratada e foi projetado pelo departamento de engenharia do Daae para atender a região do distrito de Assistência.
Segundo Geraldo Gonçalves Pereira, os trabalhos que envolvem a interligação das adutoras deverão ser iniciados na próxima semana e a previsão é de que sejam concluídos até o final do ano.
 
Investimento
 
Nas obras hidráulicas para atender o distrito da Assistência estão sendo investidos mais de R$ 2 milhões, sendo R$ 830 mil para a construção do reservatório e cerca de R$ 1,2 milhão na implantação de seis quilômetros de adutoras de reforço, saindo do Jardim Novo até a Assistência, interligando o distrito à área urbana de Rio Claro.
O abastecimento no distrito é feito através de um poço profundo – perfurado no início da década de 80. No período de estiagem, as reservas ficam muito baixas, dificultando o processo de bombeamento, em períodos onde o consumo é maior. Nos últimos anos, o Daae fez intervenções emergências para reduzir o problema, mas com o forte crescimento populacional e industrial da região foi necessário elaborar projetos de infraestrutura e buscar recursos no governo federal para implantar as melhorias necessárias.
 

Campanha do Laço Branco começa na segunda-feira em Rio Claro

Os eventos, que ocorrerão em vários pontos da cidade procurarão conscientizar, sensibilizar, envolver e mobilizar a população no engajamento pelo fim da violência contra as mulheres. 
A campanha do Laço Branco deste ano tem a parceria da Vigilância Sanitária, Serviço Especializado em Prevenção e Assistência para DST/AIDS/Hepatites Virais – SEPA, Liberdade Assistida e Prestação de Serviços à Comunidade – LA/PSC, Centro de Referência de Assistência Social – CRAS, Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, as empresas Riclan e Whirlpool, o Departamento de Assistência Social Allan Kardec – Dasak, o pólo da Universidade Anhembi Morumbi, e a escola de samba Grasifs, garantindo assim o amplo alcance da iniciativa.
A campanha envolve ações e palestras, com início dia 21 de novembro no CRAS Região Mãe Preta, às 14 horas, e no dia 25 no restaurante popular Bom Prato, a partir das 10h30. Haverá também venda de artesanato no dia 6 de dezembro no Jardim Público, das 8 às 12 horas, e, no dia 8 de dezembro, palestra no Dasak, às 13h30. 
    Reuniões ocorrerão, ainda, na Universidade Anhembi Morumbi (Pólo Rio Claro), Escola de Samba Grasifs, empresas Riclan e Whirlpool, de modo que as informações e divulgações de conscientização se intensifiquem.
Atualmente, existem programas e centros especializados em denúncia e proteção de mulheres, como o Programa Estadual de Proteção a Testemunhas – Provita, que fornece amparo às pessoas coagidas e também aquelas ameaçadas que se disponham a colaborar com inquéritos policiais ou processos criminais. Além deste órgão, há o Creas que atende casos de violência física, psicológica, sexual, negligência ou maus tratos. É possível fazer denúncias contra violência via telefone, discando o número 180 ou de forma anônima, discando 100. 
     Atualmente, Rio Claro conta também com os serviços do Conselho Municipal do Idoso, Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, bem como a Assessoria de Referência e Atendimento à Mulher, da Secretaria de Assistência Social. Os mesmos podem ser contatados pelo telefone da Casa dos Conselhos: (19) 3533-2652.

Perdeu a carteira de motorista? Segunda via pode ser solicitada ao Detran.SP de forma 100% online

O motorista que precisa da 2ª via da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), seja por motivo de perda, furto, roubo ou mau estado de conservação, pode solicitar o documento de forma online, sem sair de casa. O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) oferece o serviço tanto em seu aplicativo de serviços para tablets e smartphones quanto pelo portal www.detran.sp.gov.br.

O primeiro passo é fazer um cadastro no portal do Detran.SP para criar login e senha de acesso aos serviços online. Depois, para pedir pela própria página, basta clicar em “Serviços Online”>”2ª via da CNH”.         

Para solicitar a nova via da habilitação por meio de dispositivos móveis, o cidadão tem de baixar gratuitamente o aplicativo “Detran.SP” nas lojas virtuais Google Play ou Apple. Uma vez baixado, o acesso é feito com o mesmo cadastro do portal, selecionando “Pedir 2ª via da CNH” no aplicativo.

Só em 2016, entre janeiro e setembro, foram registradas mais de 125 mil solicitações de 2ª via de CNHs só por meio eletrônico (portal e app).

“O Detran.SP agora vai no bolso do cidadão. Com apenas alguns toques na tela do celular, dá para pedir a 2ª via da CNH e receber o documento em casa. Essa facilidade oferecida pelo aplicativo do Detran.SP evita que o motorista gaste tempo e dinheiro se deslocando até uma unidade de atendimento”,  ressalta Jânio Loiola, diretor de Atendimento ao Cidadão do Departamento de Trânsito.

Os custos para obter a 2ª via do documento são de R$ 38,86 da taxa de emissão e mais R$ 11 do envio pelos Correios. A partir da emissão, o documento é entregue em até sete dias úteis no endereço em que Carteira Nacional de Habilitação (CNH) está cadastrada. Por isso, é imprescindível que o endereço esteja atualizado. Além disso, a CNH deve estar dentro da validade e o condutor não pode estar com o direito de dirigir suspenso ou cassado.

É importante esclarecer que nenhum documento, nem mesmo boletim de ocorrência, protocolo do pedido da nova via ou CNH autenticada, substitui a habilitação original. Por isso, o motorista que, eventualmente, ficar sem o documento, terá de aguardar a 2ª via para voltar a dirigir.

O porte da CNH original é obrigatório. O condutor que infringir essa norma pode ser multado em R$ 88,38 e receber três pontos no prontuário, pois é considerada uma infração leve, conforme prevê o artigo 232 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O passo a passo para pedir a 2ª via da CNH pode ser consultado no portalwww.detran.sp.gov.br, na área de “CNH-Habilitação”, ou diretamente no linkhttp://scup.it/ajf1.

Serviços eletrônicos – No portal do Detran.SP, o cidadão pode realizar 27 serviços de trânsito relacionados a Carteira Nacional de Habilitação (como 2ª via e CNH definitiva), veículos (pesquisa de débitos e restrições) e infrações (consulta de multas e solicitação de recurso de penalidade), entre outros. Basta fazer cadastro e criar login e senha, que garantem a segurança dos dados pessoais.
 
O Detran.SP oferece, ainda, três aplicativos gratuitos para tablets e smartphones, com diversas funcionalidades, como: solicitar 2ª via da CNH e acompanhar a emissão do documento; consultar multas do próprio veículo; treinar para a prova teórica; além do jogo educativo do Clube do Bem-te-vi. Os aplicativos estão disponíveis para as plataformas Android e iOS.

LUZES DA CIDADE – MOMENTOS DE AFLIÇÂO

Augusto Hofling                                                                  

Estávamos em momentos de aflição com trabalho acumulado, agenda de pagamentos compromissados, quando surge em nossa casa uma parente desesperada em piores situações ainda, em vias de mergulhar na inadimplência, sendo que nós nem tranqüilidade tínhamos para dormir. Para atendê-la deveríamos fazer um esforço sobrenatural.                                                                                                                                   Pensamos em descartar logo tal ajuda porque a aflição ficaria acumulada. Pensamos ainda: se temos agora insônias, por certo não iremos mais dormir à noite! Mas não pudemos sair de tal compromisso, de modo que resolvemos encarar o desafio pensando como aqueles que estão jogando baralho de brincadeira: Já que estamos perdidos: Truco!

O tempo foi passando, continuamos a trabalhar na mesma toada, porém, primeiramente, tivemos que acomodar toda a família numa pequena casa que possuíamos e assim foi aumentando nossos compromissos pessoais. Mais gente foi aparecendo, logicamente cresceram os problemas para serem solucionados!.Nunca havíamos pensado em tanta gente para ajudar. Por incrível que pareça o tempo foi passando e não sentíamos desânimo por tal situação. Apesar de aumentar nosso trabalho, ao fim do dia estávamos exaustos, caíamos na cama e só acordávamos de manhã sem perceber que o tempo passava. A situação complicava cada vez mais, porém nosso humor mudou para melhor: divertíamos com as piadas que um parente sabia contar com uma graça toda especial, verdadeiro arsenal colhido lá fora.

Alguns adultos vieram encorpar a pobre casinha. Tivemos a satisfação de arrumar emprego para alguns desesperados, de forma que a situação aflitiva passava e conseguimos, surpreendentemente, sentir alegria inesperada. Nunca nos sentimos tão úteis como naquela época! Em nosso trabalho ganhamos o dinheiro necessário para pagamento de todos os encargos. Na verdade não experimentávamos medo quando chegaram mais parentes, uns para visitarem, outros para ficarem e mais alegria sentíamos. Só bem depois é que tivemos o despertar de nossa própria consciência: Deus nosso, que lição de vida! Nada de preocupações para nos tirar o sono! Em tais momentos aprendemos que não devemos julgar mal tudo que nos parece sonho impossível. O Deus amoroso existe, alem de tudo veio a sensação diferente, especial, que  nos fez lembrar de um pensamento de Albert Schweitzer, grande músico, pensador, médico, que se internou no coração da África para ajudar povos miseráveis, abandonados: “O AMOR É A ÚNICA FORÇA QUE PARTILHADA E DOADA, NÂO DIMINUI, MAS CRESCE!            

NAVEGANTE DA DEMOCRACIA

Carlos Chagas

 

“A caravela vai partir. As velas estão pandas de sonho e aladas de esperança. Posto no alto da gávea pelo povo brasileiro, espero um dia poder anunciar: “alvíssaras, meu capitão! Terra à  vista! À vista a terra ansiada da liberdade!”

Com essas palavras, o dr. Ulysses encerrou seu discurso de anticandidato à presidência da República,   no plenário da Câmara dos Deputados. Acabara de ser indicado pelo MDB para enfrentar o tonitruante general  Ernesto Geisel, imposto pelo Alto Comando das Forças Armadas para substituir o general Garrastazu Médici. Não ia adiantar nada, pois as eleições presidenciais eram indiretas, pelo Congresso, onde o candidato militar dispunha de ampla maioria, garantida pela Arena, o partido do “sim”,  frente  ao partido do “sim, senhor”, o MDB. Coube ao grupo mais aguerrido da oposição, os “autênticos”, lançar a proposta  da anticandidatura, aproveitando a brecha da lei eleitoral que permitia aos candidatos acesso à televisão e a percorrer o país em campanha. A primeira decepção veio antes que  Ulysses Guimarães começasse a discursar: as emissoras de televisão já posicionadas saíram do ar, por decisão do mais arbitrário dos presidentes da República, o general Garrastazu Médici. Depois, vieram proibições de toda ordem, até de comparecer às praças públicas, ocupadas por cães  policiais.

Mesmo assim, naquela manhã, com os jornais momentaneamente sem censura, o país tomou conhecimento de uma  das mais  belas páginas da literatura política do país.

Ulysses Guimarães, presidente do MDB,    

falou durante uma hora a um auditório de início desanimado, que aos poucos recebia vergastadas de democracia, ouvindo exortações como a anistia aos presos políticos e aos exilados, eleições diretas, liberdade de imprensa, restabelecimento do habeas-corpus e devolução do poder aos civis.

Quando concluiu a oração logo intitulada do “navegar é preciso”, recebeu prolongados  minutos de  ovações e de entusiasmo. Tornou-se o  timoneiro da oposição, entregando-lhe uma  nova carta de marear.  Enfrentou  todo  tipo de obstáculos até o restabelecimento da democracia.

Agora que se celebram cem anos do nascimento do maior dos seus  combatentes,  lembra-se que a travessia terminou onde começou: o dr. Ulisses desapareceu no mar, sem que seus despojos jamais tenham sido encontrados. Ainda navega na lembrança de todos nós.

 

 

Conta Gotas

Por: Eduardo Sócrates Bergamaschi

 

Responsabilidade x ignorância…

Pois é. Se o nosso prefeito eleito, João Teixeira Junior ou seus assessores estiverem acompanhando o Facebook devem estar com a pulga atrás da orelha. Mas, este é o preço que se deverá pagar pela eleição. Durante a campanha, a promessa foi de acabar com as filas na saúde de Rio Claro, não deixar faltar médicos nas unidades de saúde e outras coisas mais. Ótimo! Era aquilo que o povo, principalmente os ignorantes políticos ou melhor ignorantes em política, queria ouvir. E navegando no facebook, encontrei um post de reclamações do PA do Cervezão, que dizia que o médico pediatra saira para almoçar e já faziam duas horas (houve tempos que se esperava 4, 5 horas e muitas vezes não eram atendidos). Em uma das intervenções alguém escreveu: “João Teixeira Junior, nosso novo prefeito vai acabar com essa palhaçada!!!”. Só alguém totalmente ignorante sobre administração pública poderia fazer tal afirmação. O futuro prefeito, é uma pessoa com as melhores das intenções, honesto (até que me provem o contrário), mas ele não é, sem dúvida alguma, milagreiro e muito menos mágico. Até que gostaria que ele fosse uma coisa ou outra, pois só assim resolveria este problema crônico na saúde de Rio Claro…

 

Sem emendas…

A transição e a crise, trouxe ao orçamento do município uma nova maneira de ver os números que servirão para nortear a economia municipal em 2017. Acordo entre o prefeito eleito e vereadores decidiu que estes não deveriam fazer nenhuma emenda parlamentar ao projeto de lei que tramita na casa e que definirá o orçamento anual para 2017. Forçada pela crise e pela transição, esta medida deveria se tornar norma no legislativo local. Emendas parlamentares alterando o orçamento, sempre foram jogadas políticas que na maioria das vezes nunca foram colocadas em prática. Se nós tivéssemos que tirar algo de bom da crise em nosso país, com certeza, esta seria uma delas. Parece que está havendo uma conscientização geral, até por parte de nossos políticos, por mais incrível que isto possa parecer…

 

Absurdo…

Eu acredito que todas pessoas têm o direito de se expressar e dizer aquilo que está sentindo. Mas, algumas vezes, na minha opinião, algumas pessoas acabam passando dos limites do aceitável. Vejam o que um internauta rio-clarense postou em uma rede social: “DECEPCIONADO!!! . Pode até não parecer, mas segundo consta, o fulano é morador de Rio Claro e como tal deve se enquadrar nestes adjetivos todos que ele deu aos moradores da cidade. Mas, o mais inaceitável é o motivo pelo qual ele armou toda esta idiotice. O fulano postou a foto de uma cadela e pedia que alguém a adotasse e como não apareceu ninguém…

 

Aposentadoria…

Toda esta celeuma sobre os próximos passos do governo federal na tentativa de equilibrar a economia da Previdência está gerando uma correria de pessoas que pretendem apressar a sua aposentadoria para não perder direitos. Em Rio Claro já entraram com pedido de aposentadoria 962 trabalhadores, contra 819 que fizeram o mesmo caminho no mesmo período de 2015. Infelizmente, por mais dura que sejam as medidas a serem tomadas, elas são necessárias. Sempre foi assim, para cobrir as besteiras feitas pelos nossos homens públicos, os acertos são descarregados nas costas da população, nestes caso os trabalhadores prestes a se aposentarem…

 

Corrupção e Má gestão …

Um dia após a prisão de Anthony Garotinho (PR), acusado de comprar votos em Campos com verbas de programas sociais do município controlado por ele, a PF fechou o cerco sobre o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), capturado a pedido da força-tarefa da Lava Jato no Rio e em Curitiba. Alvo principal da Operação Calicute, desdobramento da investigação sobre o esquema de corrupção originado na Petrobras, Cabral é acusado de liderar uma organização criminosa responsável por desviar ao menos R$ 224 milhões dos cofres públicos. Este é um pequeno exemplo dos efeitos avassaladores da corrupção para a sociedade. Todo este dinheiro desviado e lá no Rio está faltando o mínimo para a população. E, infelizmente esta não é uma característica apenas do Estado do Rio Janeiro, mas sim de todo o Brasil…

 

História antiga…

A crise do petróleo agravou a situação econômica do Estado do Rio de Janeiro, que sofreu com a queda de arrecadação dos royalties. Mas essa situação de colapso vem se desenhando há vários governos, que só aumentaram as folhas de pagamento e os gastos públicos. E Rio Claro não é diferente, por causa de gestão governamental (de várias décadas) aparentemente comprometida por inépcia e, porque não, também por corrupção, chegou o momento que a população deverá arcar com todos os desmandos anteriores. A crise institucional deverá se agravar nos próximos meses, embora haja uma esperança de pequena melhoria. Portanto o próximo governo municipal, não terá condições de cumprir com mais da metade de suas promessas de campanha. Assim, terão que ser artistas para conseguirem conviver com pressões que a sociedade aprendeu a fazer, quando se vê acuada e “traída nos seus anseios”. Não vai ser fácil…