Transição de governo começa com diagnóstico das finanças

O prefeito eleito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, comandou na tarde dessa segunda-feira (16) a abertura da primeira reunião de trabalho no processo de transição de governo na Prefeitura de Rio Claro, realizada no auditório do Núcleo Administrativo Municipal (NAM), no Alto do Santana.
Juninho manifestou preocupação com a situação financeira da prefeitura e destacou a importância da transição transcorrer de forma abrangente e com total transparência. 

“Começamos pela Secretaria de Finanças e vamos procurar fazer um raio-X completo da real situação do município. Os desafios são grandes e exigirão um controle rigoroso do orçamento, estabelecimento de prioridades e eficiência no planejamento e execução de medidas para transformar em realidade as propostas apresentadas à população” – comentou.

O prefeito Du Altimari colocou todas as secretarias municipais à disposição do processo de transição, que terá sequência nesta quinta-feira (17) com a Secretaria Municipal de Administração e na sexta-feira (18), com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. As reuniões acontecerão sempre a partir das 14h30, no auditório do NAM.

A equipe de transição indicada por Juninho é coordenada pelo vice-prefeito eleito Marco Antonio Melli Bellagamba, e integrada por Gilmar Dietrich, Leopoldo Dalla Costa de Godoy Lima, Cristiano Vilella de Pinho e Anderson Rogério Golucci, além de assessores técnicos.

Bellagamba salientou que a disputa política se encerrou com o fim das eleições. “O foco da transição deve ser a união de propósitos para o bem comum da população” – ponderou, ao observar que serão realizadas mais 13 reuniões com os diversos setores da administração municipal até o dia 5 de dezembro. “Todas as secretarias são importantes, mas nesta etapa inicial daremos prioridade às áreas vitais à governança e que não podem sofrer solução de continuidade” – concluiu.

Para o secretário municipal de Economia e Finanças Japyr Pimentel Porto, a equipe de transição do futuro governo foi muito bem estruturada e é composta por pessoas capacitadas. São técnicos e não políticos. E isso é bom tanto para o atual como para o novo governo. Será uma transição pacífica, cordial e transparente” – frisou.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

Sábado tem Os Saltimbancos na escola Caic

A encenação será realizada pelo Coral Municipal de Rio Claro e coral infantil da escola a partir das 17 horas. A atividade é aberta a comunidade e tem entrada franca.
Com direção e regência do maestro Daniel dos Santos Pedroso a apresentação levará ao público uma das mais expressivas obras de teatro musical dedicada ao publico infantil no Brasil. Os Saltimbancos narra as aventuras de quatro bichos que, sentindo-se explorados por seus donos, resolvem fugir para a cidade e tentar a sorte como músicos.
O elenco tem Kaique Pereira como “Jumento”, Grazielle Tinós como “Cachorro”, Taisa Dietrich como “Gata” e Wellyda Alves como “Galinha”, além de outros animais que serão interpretados por alunos do coral.
O coral infantil do Caic é extensão do projeto do Coral Municipal e faz parte do Programa Mais Educação da Escola Municipal Jardim das Palmeiras – Caic. A coordenação é da diretora Leliane Zacamo da Silva.

Jardim Sensorial na Unesp

A ideia dos coordenadores, é terminar o jardim ainda este ano e cada ajuda, por pouca que seja, é essencial nesse trabalho de formiguinhas!
Por isso, a população e interessados em trabalho comunitário estão convidados para dois dias de mutirão!
Os trabalhos são diversos: desde limpeza de pneus, passando pela pintura, assentamento, nivelamento, colocação de telhas quebradas dentro, terra, com possibilidade de plantio das mudinhas! Todo o material está disponível no local! O pessoal apenas está precisando de criatividade e energia!

Os dias serão 18 e 19, sexta e sábado, podendo participar apenas um dia, ou apenas um período, ou até mesmo para quem tiver disponibilidade de tempo, pode ficar todo o dia. A idéia também é chamar muitos amigos pra ajudar!

Os coordenadores também explicam que como tudo vai ser voluntário, e muitos estarão passando períodos inteiros no local, vai ser necessário se fazer cafés coletivos, então, vai estar a disposição dos participantes do evento, um canto para comidinhas, frutinhas e bebidas, para que os dias ficarem mais gostosos e refrescantes. Tudo será colaborativo, então traga sua contribuição também!
Portanto, o convite é, vem com a gente! Vem plantar! Vem pintar! Será entregue Declaração de Participação, pelo CEAPLA, aos colaboradores.

jardim-sensorial-na-unesp

Vagas do PAT – quarta-feira, 16 de novembro 2016

Sujeito a alteração no decorrer do dia.   
Para mais informações destas e demais vagas, comparecer ao PAT (av. 3, 536, centro) com carteira de trabalho, RG, CPF e número do PIS Ativo.

ESSAS SÃO ALGUMAS VAGAS QUE CONSTAM NO SISTEMA ‘MAIS EMPREGO’:
 
Auxiliar de enfermagem
Costureira de reparação de roupas
Cozinheiro geral
Cuidador de idosos domiciliar
Empregada doméstica nos serviços gerais **Vaga para captação de currículos.
Enfermeiro
Fisioterapeuta Geral
Fonoaudiólogo Geral
Inspetor de qualidade
Oficial de manutenção predial **Vaga para captação de currículos.
Oficial de serviços gerais na manutenção de edificações
Operador de caixa **VAGA EXCLUSIVA PARA PCD.
Operador de empilhadeira **Vaga para captação de currículos.
Operador de máquinas de construção civil e mineração **Vaga para captação de currículos.
Recepcionista atendente**Vaga para captação de currículos.
Técnico de indústria eletrônica **Vaga para captação de currículos.
Terapeuta ocupacional
Torneiro CNC **Vaga para captação de currículos.
Torneiro mecânico **Vaga para captação de currículos.
 
Vagas do PAT –16 de novembro 2016 Sujeito a alteração no decorrer do dia.
Lembramos que essas vagas ficam disponíveis no SISTEMA MAIS EMPREGO até seu limite de encaminhamento.

Docente do Senac ensina quatro passos para se tornar líder

Nem sempre conhecimentos técnicos e qualidades pessoais são suficientes em um mercado de trabalho tão competitivo. Hoje, mais do que nunca, as empresas buscam profissionais com espirito de liderança, que solucionem problemas e situações adversas de forma rápida e sejam capazes de conduzir seus times com cada vez mais eficiência, performance e motivação.
Para Ricardo Borin, docente da área e coaching, a liderança é algo que pode ser desenvolvido, desde que o profissional goste de pessoas e esteja disposto a aprender sempre. Afim de auxiliar esse desenvolvimento, o Senac Rio Claro vem realizando o curso Técnicas de Liderança, desde entre o dia 5 de novembro e se prolonga até 3 de dezembro.    
“Chefe é diferente de líder. O chefe é uma posição, já a liderança é ação. As pessoas seguem quem lidera. Há uma grande diferença nisso.”, reforça Ricardo.

Quatro passos para se tornar um líder:                                   
Para ajudar aqueles que desejam tornar-se lideres no trabalho ou na vida pessoal, o docente do Senac Rio Claro destaca quatro habilidades importantes a serem desenvolvidas:
1. Autonomia: deixar as pessoas fazerem as coisas do jeito delas com suas competências e comportamentos.
2. Responsabilidade: líderes devem fazer suas equipes serem responsáveis pelos seus resultados e seus atos.
3. Confiança: onde não há crise, não precisa de líder. O bom líder gera confiança em seu time, pois sabe que ele tomará decisões corretas quando necessário 
4. Humildade: Liderança também tem a ver com seguir e aprender. Um bom líder sabe que às vezes o melhor que ele pode fazer é seguir alguém que, em determinado momento, sabe mais que ele.
Para participar do curso Técnicas de liderança é necessário se inscrever pelo site www.senac.sp.br/rioclaro ou direto na unidade, localizada na Avenida 2, 720 – Centro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (19) 2112-3400.

Nos engana que a gente gosta

Coluna Carlos Brickmann
Errar é humano, mas acreditar sempre é insano. Nos Estados Unidos, há cada vez mais gente séria dizendo que a torcida dos jornais e jornalistas por Hillary, associada à incredulidade sobre Trump, fez com que o público ficasse mal informado e se surpreendesse com a vitória republicana. “Como todos, erramos”, disse Tony Romando, da Topix Media, que produziu uma edição especial de Newsweek com Hillary na capa, Madam President” – e soltou a edição antes da hora, tendo de sair correndo para recolher milhares de revistas já entregues a assinantes e jornaleiros.
 
Há outro exemplo americano clássico; em 1948, todos previam a vitória do republicano Thomas Dewey sobre o presidente Harry S. Truman. Truman ganhou; e, na foto de sua entrevista como presidente reeleito, exibiu o Chicago Daily Tribune com a manchete Dewey Derrota Truman.
 
Acontece; como aconteceu em São Paulo, onde Fernando Henrique até posou para fotos sentado na cadeira de prefeito. A promessa era de que as fotos só sairiam após a apuração. Fernando Henrique acreditou. As fotos, claro, vazaram, e fizeram a delícia dos adversários (Jânio desinfetou a cadeira, na frente dos fotógrafos, “porque nádegas indevidas a usaram”). Houve – e não houve – a festa da vitória que não houve, no ótimo bufê Baiúca – o belo salão vazio, com impecáveis garçons e maitres esperando, com boa bebida e ótimos salgadinhos, os fernandohenriquistas que não mais viriam.
 
Pois é, falaram tanto
 
À medida que as urnas eram apuradas e a vantagem de Jânio se mantinha, políticos e repórteres explicavam que aquelas urnas eram só de áreas janistas. Eram; e bastaram. Este colunista era editor-chefe da Folha da Tarde e só um ótimo repórter, João Russo, aliás tucano, interpretou bem o que acontecia: “Jânio está ganhando em todas as urnas. Perdemos”.
 
Ninguém me ama
 
E o consumidor de informação? Ou acompanha vários noticiosos ou fica preso à opinião de um – nem desonesto nem mal informado, mas que pode ser influenciado por suas próprias opiniões. Às vezes, nem assim o leitor, ouvinte, espectador escapa: certas certezas são tão certas que, se os fatos forem contrários, danem-se os fatos. Agora, Delcídio do Amaral, em entrevista explosiva ao repórter Cláudio Tognolli no Yahoo! (http://wp.me/p6GVg3-2EG), seguida de outra na Rádio Jovem Pan (http://wp.me/p6GVg3-2EG), diz que Lula e Dilma sabiam perfeitamente o que ocorria nos bastidores. Importante: Delcídio fez delação premiada. Caso se comprove alguma mentira, perde os benefícios e vai para a cadeia.
 
Mas voltemos a 2004, época em que Waldomiro Diniz foi flagrado tomando algum de alguém e, sabe-se hoje, levando ao início do processo do Mensalão. Sabe-se hoje? Em 2004, o Bloco do Pacotão, formado por jornalistas, desfilou em Brasília cantando: “Ô Waldomiro, ô Waldomiro/ me responda por favor/ se nesse rolo, o bicho pega/ nosso Lulinha paz e amor!/ ô Waldomiro, ô Waldomiro/ diga o bicho que deu/ se o Zé Dirceu/ se o Zé Dirceu/ se o Zé Dirceu também comeu?/ Ô Zé Dirceu/ que bicho deu?/ ô Zé Dirceu, eu quero o meu” (http://youtu.be/dmHAPk8RI6Y)
 
Tem mas não tem
 
E a festa continua. Amanhã, quinta-feira, deve ser votado, na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, o relatório sobre a proposta de emenda constitucional que extingue o foro privilegiado. Mas, para votar a proposta, é preciso reunir um terço da bancada de senadores: 27 Excelências. E sabe como é, o feriadão, a visita às bases, tudo cansa. Talvez não haja número.
 
Não tem mas tem
 
O que o Congresso quer mesmo aprovar, e logo, é um pacote de medidas contra a corrupção, baseado em propostas dos promotores da Lava Jato. No pacote, reluz o que tipifica a caixa 2 em campanhas eleitorais como crime – crime gravíssimo, hediondo, nefando, o nome mais forte possível. Qual o objetivo real? Alegar que, se o crime de caixa 2 foi tipificado agora, o que havia antes não era crime. É o truque de quem acha que será citado na delação da Odebrecht. Por isso o projeto anticorrupção tem de ser aprovado logo, para apagar a corrupção de até agora.
 
E a corrupção de agora em diante? É o problema seguinte. O de hoje é sobreviver ao tsunami Odebrecht. Depois se discute como roubar no futuro.
 
Que coisa feia!
 
Em relatório sobre o caso Bumlai – o pecuarista que se tornou bom amigo do presidente Lula – a Polícia Federal cita o ministro do Supremo Dias Toffoli, por ter o nome no caderno de endereços do investigado. É uma citação leve, lembrando que ter o nome no caderno de endereços de alguém não implica ligação. O juiz Sérgio Moro reagiu duramente, mandou retirar a citação a Toffoli, uma “afirmação leviana”.
 
Mas agora quem é que não sabe que Bumlai tinha o telefone de Toffoli?
www.chumbogordo.com.br           carlos@brickmann.com.br           twitter: @CarlosBrickmann

Estados Unidos: Rinque montado, camelôs nas Ruas: já é Natal em Nova York

E. Cortez

Com o fim do outono, Nova York já vive o clima de seu superconhecido Natal. O rinque de patinação do Rockefeller Center já está aberto e sua tradicional árvore de Natal – este ano com 24 metros de altura e iluminada por 45 mil lâmpadas de LED -, tem inauguração marcada para 30 e ficará exposta até 7 de janeiro.
Para os mais afoitos, já começou também o “Radio City Christmas Spectacular 2016”, espetáculo que se repete desde 1933 no Radio City Music Hall e vai até 3 de janeiro, com ingressos entre US$ 41 e US$ 208 (radiocity.com). Mais de 140 dançarinos movimentam-se cronometradamente ao longo de 90 minutos. Muitas luzes, figurinos brilhantes e uma produção digna de Nova York fazem do show um clássico da cidade em dezembro. As dançarinas, chamadas carinhosamente de “The Rockettes”, encantam com muito charme. Por ser um espetáculo que em cartaz por pouco tempo, os ingressos costumam a se esgotar rapidamente. Não apenas os turistas buscam participar de uma das apresentações, como também os moradores adoram essa tradição.
Ainda no clima antecipado de fim de ano, dia 24 deste mês será a vez da tradicional parada do Dia de Ação de Graças da Macy’s, que marca o fim de ano no Central Park, Columbus Circle e Sexta Avenida. No 8° andar da loja é construída uma terra do papai noel. Difícil não se encantar por aqui.
O período de natal em Nova York em dezembro é, de fato, uma época muito romântica e bonita. A neve cobre boa parte da cidade e possibilita que fique ainda mais apaixonante. Nós recomendamos um passeio pela 5h Avenue e pela Herald Square. Aqui todas as lojas ganham uma decoração impressionante, mostrando que Nova York já está embrulhada de presente para o Natal.
Além dos camelôs que já se espalham por todas as partes, oferecendo os mais diversos artigos, existem também as feiras de natal, que são uma ótima opção de passeio e de compra de presentes. Vista um casaco bem quentinho e passeie pelas inúmeras barraquinhas que vendem os mais variados produtos, entre artesanato, comidas, bebidas, doces e tudo mais que pode ser encontrado nesses locais que fazem parte da programação de Nova York em dezembro. Uma das feiras mais tradicionais fica no Bank of America Winter Village, no Bryant Park, que conta ainda com uma pista de patinação no gelo.
Se sobrar tempo, pare para ver os cantores de Natal no metrô, ou nas estações (não se esqueça de dar pelo menos um dólar) e assista à missa de Natal na St. Patrick Cathedral (a missa da meia noite do dia 24 é só para quem tem ingressos, mas as do dia 25 são abertas ao público).
Enfim, curta essa atmosfera indescritível e mergulhe de cabeça nessa magia!

eua-507-5 eua-507 eua-507-3 eua-507-4

Guarda Civil depara com veículo Ônix roubado pelo Jd. Ipanema 

Os Gcms notaram que o mesmo estava sem as placas de identificação e solicitaram pesquisa através do chassi do veículo onde constou ser um veículo Chevrolet / Onix de cor prata ano 2016 de Belo Horizonte placas PXQ 6829 e que o mesmo fora produto de roubo no dia 15/07/2016 pelo bairro Alto do Santana. Conduzido ao plantão policial a autoridade plantonista elaborou RDO 12821/2016 Auto de Exibição e Apreensão de veículo. 

Guarda Civil localiza Parati produto de furto pelo Jardim Novo Wenzel

Imediatamente a Vtr 484 com os Gcms Caparrotti e Eliete que patrulhavam pelas imediações se deslocaram e constataram. Trata-se de um VW / PARATI ano 1997 placas BVA 8646 de Jacutinga- MG de cor prata onde após pesquisa pelo sistema Infoseg da Gcm constou que o mesmo fora produto de furto dia 13/11/2016. Conduzido ao plantão policial (Guincho São Lucas) a autoridade plantonista elaborou RDO 12823 Auto de Exibição e Apreensão.

UMA LEI CELERADA

Carlos Chagas

 

Vez por outra somos surpreendidos, na Câmara dos Deputados,  pela apresentação de projetos de lei lamentáveis, dignos de levar seus autores para o cadafalso.  Um deles apareceu esta semana. O deputado Vicente Cândido, do PT de São Paulo, propôs a proibição da transmissão dos julgamentos realizados no Supremo Tribunal Federal e demais tribunais, vedando a veiculação nas telinhas de todas as sessões   do poder judiciário,  tanto faz se  ao vivo, gravadas ou editadas.

O  pior é que a Comissão de Comunicação aprovou esse absurdo. O parlamentar alega estar em defesa dos cidadãos submetidos a julgamento, ainda não condenados. Pretende impedir que suas famílias venham a ser prejudicadas pela exposição de detalhes processuais.

Trata-se, sem tirar nem pôr, de uma ode ao fascismo. Um retrocesso, até inconstitucional, porque cerceia o direito à informação.

É de espantar como foi apresentado um monstrengo dessa envergadura e ainda por cima acatado numa comissão parlamentar.

Reagiu o ministro Marco Aurélio Mello, rotulando de inimaginável uma proposta assim, que cerceia a liberdade e ofende a justiça.

A lei garante a defesa da honra de todos, mas a censura degrada a humanidade.

Ignoram-se os motivos que levaram o representante do PT a tal destempero. Estaria na lista da Odebretch? Estaria antecipadamente defendendo  o Lula, na hipótese de sua prisão? Ou tem alguma rixa com os meios de comunicação? Quem quiser que investigue, mas essa lei celerada, se passar, envergonhará o país inteiro.

O DIREITO DE ABAFAR

Alexandre Garcia

            O ministro do Supremo, Luís Roberto Barroso, perguntado por repórteres se a Lava-Jato não estaria rompendo os limites legais, respondeu que não, e que, ao contrário,  vê o estado democrático de direito tentando subir de patamar ético e civilizatório, “com todas as dores que isso traz.” Pois os que esperam a convocação da Lava-Jato em conseqüência da gigantesca colaboração-premiada da Oderbrecht, não aceitam essas dores e pretendem anestesiar o país em nome do direito de abafar, que eles confundem com direito de defesa. Esses, poderão exercer depois de acusados. Agora, não têm o direito de tolher o trabalho que faz a Polícia Federal, o Ministério Público e a Justiça Federal, em nome do povo brasileiro. Está na hora de deixarmos de novo a passividade e ficarmos atentos às manobras que os legisladores possam fazer em benefício próprio e contra o Brasil.

            Já se ouviu Renan Calheiros & outros defendendo mudanças na colaboração premiada, tentando impedir que preso faça acordo. É como esperar que alguém desfrutando de uma boa praia, ao olhar as ondas do mar decida contar tudo que fez e entregar seus cúmplices e demais envolvidos. Querem também anistiar o caixa 2. Ora, o caixa 2 sempre foi crime. Crime fiscal e crime ético. Quando eu ajudava meu avô na contabilidade, ouvia discussões dele com o dono da empresa. Meu avô sempre defendeu a Lei e nunca permitiu caixa 2, mesmo contra a posição do patrão. Agora desonestos que foram eleitos, alegam que não sabiam que seria ilegal. Pois sempre foi ilegal e imoral ter caixa 2. Também querem tolher o trabalho da polícia, no Ministério Publico e da Justiça, com um projeto de abuso de autoridade. Pois essa lei já existe desde 1965 e funciona muito bem, sem precisar acréscimos para proteger bandidos.

            Aliás, já temos leis demais para proteger bandidos. Agora ainda querem tirar do acordo de leniência das empresas, a participação do Tribunal de Contas e do Ministério Público, para que só o Poder Executivo decida, o que é inconstitucional. Pobre país que protege os que estão fora da lei. Na capital, quem invadiu área pública, tem a situação “regularizada”, premiando a ilegalidade; o bandido que assalta é liberado em 24 horas pela audiência de custódia e vai assaltar de novo; o traficante não paga impostos, o  bandido não precisa registrar suas armas, o invasor de escolas, de fazendas, de prédios públicos e privados tem direitos que os que querem estudar, colher, trabalhar, não têm. Os contribuintes não desfrutam dos prazeres dos sonegadores, dos que torram o dinheiro público sem nada produzir. Está tudo invertido. Está na hora de uma rebeldia da maioria contra a ditadura dessa minoria desonesta.

            Está na hora de gritar bem alto que entre a lei e os bandidos, ficamos ao lado da lei. Ou vamos continuar trabalhando e pagando impostos para sustentar a farra dos bandidos. Vamos continuar sem serviços públicos. Está na hora de gritar que estamos ao lado da Justiça, ainda que até ela nos deva explicações sobre super-salários com penduricalhos que recheiam o contracheque. Ainda há juízes no Brasil; ainda há polícia que se sacrifica pela Lei; ainda há procuradores que não arquivam inquéritos. Portanto, é hora de mostrar que ainda há brasileiros que ficam indignados com a mentira, a fraude, o engodo, a ilegalidade. Direito de defesa não é direito de abafar.

Conta Gotas 17/11/2016

Por: Eduardo Sócrates Bergamaschi

 

Agora vai! Será?…

Pela segunda vez, anuncia-se o início da transição de governo em Rio Claro. Desta feita, a data informada foi 16/11, ou seja ontem. Esperamos sinceramente que não tenha acontecido nova “incompatibilidade de agendas” e que tudo, realmente, tenha sido iniciado. Há muito o que se fazer. Há muito o que se discutir. Há muito o que se planejar. E esta atitude é de suma importância para o seguimento normal da administração municipal, quando os novos administradores assumirem em 1º de janeiro de 2017. Existe uma diferença radical de uma administração para outra. Segundo discursos na mídia, a nova administração vem com ideias novas, anuncia um choque de gestão (muito embora seja um choque de cerca elétrica, mas não deixa de ser um choque) e estas atitudes só podem ser tomadas com total conhecimento das coisas públicas. Pelos nomes anunciados para o secretariado, nota-se que não são somente nomes no executivo e no legislativo que são novos, mas também nos cargos de confiança. Espera-se que a competência também seja uma das qualidades desta nova turma. E eu torço muito para isto…

 

Enquanto isso…

Então, enquanto discute-se a transição continua o marasmo na Câmara Municipal de Rio Claro. Com o fim das campanhas eleitorais, que teve início lá em 1º de janeiro de 2013, os vereadores resolveram descansar e na sessão camarária da última segunda-feira (14), dos 9 projetos de autoria dos vereadores, seis davam nomes de pessoas a logradouros e unidades públicas; outro outorgava título a um esportista local e um outro ainda, autorizava a soltura de balões sem fogo no município. Projetos sem nenhum valor para a população rio-clarense de um modo geral. Projetos que beneficiam ínfimas minorias da sociedade, aliás, marca registrada deste legislativo que está chegando ao fim…

 

 

Mas…

Um dos projetos da última sessão camarária que dizia respeito à toda a sociedade não foi votado. Confesso que li o projeto que obriga bombeiros civis em locais PRIVADOS de Rio Claro e o achei muito estranho. Em seu artigo primeiro o projeto diz o seguinte: “Fica instituído no âmbito do Município de Rio Claro a obrigatoriedade de contratação de Bombeiros Profissionais Civis (BPC), nos estabelecimentos nesta lei descritos, e dá outras providências”. E logo abaixo inicia a descrição dos estabelecimentos com a seguinte descrição: ENTIDADES PRIVADAS (o grifo é nossso), onde haja grande concentração de pessoas. Porque só em entidades Privadas?! Entidades, órgãos públicos, logradouros públicos como estádios (os dois da cidade são públicos) são impermeáveis? Não pegam fogo? Porque só nas ENTIDADES PRIVADAS?…

 

Bom exemplo…

Olha só gente, só como uma dica aos vereadores eleitos em Rio Claro. Um vereador eleito de São Gabriel da Palha, região noroeste do estado, resolveu agradecer os 494 votos recebidos nas eleições do último dia 2 de outubro de uma maneira bem especial. Ele pretende transformar o número de votos obtidos em árvores. Até agora, Getúlio Filho já plantou com a ajuda de amigos voluntários 87 mudas de árvores, sendo 12 às margens do Córrego São Gabriel, que corta área urbana do município, e outras 75 no entorno de uma nascente. O planejamento é finalizar a iniciativa até o final deste ano. Segundo o vereador eleito, o objetivo é conscientizar e chamar atenção da população para a proteção dos recursos hídricos e do meio ambiente. Se a ideia é o agradecimento, quem mais agradece é a natureza. Está aí plantada a ideia. E aqui em Rio Claro não seria difícil de se cumprir, já que a cidade mantem um viveiro de mudas…