As Olimpíadas dos Radares

219

         Está ficando praticamente impossível transitar com veículos pelas ruas de todo o Brasil, é um radar atrás do outro e quando não guardas municipais ficam as escondidas em pontos estratégicos, prontos a retirarem uns pontinhos das carteiras de habilitação e enviarem com muito prazer nas residências em diversos casos as injustas multas a serem pagas em tempo determinado.

         A cada cem metros, assim como em olimpíadas onde existem distâncias a serem percorridas até a chegada de um obstáculo, radares ponto a ponto postados com suas enormes câmeras fotográficas, atormentam o dia-a-dia dos milhares de motoristas brasileiros. Além disso, muitos deles totalmente desregulados, onde o trecho através da placa de sinalização requer uma velocidade de 60 Km/h e o mesmo mal regulado requerendo 50, 55 ou 57km/h, quanta sacanagem, desordem e desrespeito ao cidadão!

         O que está havendo? Onde querem chegar? O que fazer? Uma situação que de alguns anos para cá, tornou-se pior. Em tempos atrás tal situação era um pouco mais amena, no entanto hoje pode se entender que a grande intenção do governo é estabilizar a cada dia a polêmica e abafada “Indústria da Multa”. Dinheiro, dinheiro, recursos e mais recursos para os cofres públicos e o trabalhador, o cidadão de bem continua aí a mercê das safadezas e más intenções políticas.

         Voltando a questão dos radares, existem ainda as lombadas móveis que lembram muito a entrada da cidade criadora das olimpíadas, Atenas na Grécia. Tais lombadas são altas de cores geralmente pretas e demarcam eletrônica e digitalmente a velocidade em que os motoristas devem passar por elas, é de se ressaltar que as mesmas também apresentam-se as vezes desreguladas aplicando multas injustas.

         As olimpíadas dos radares não ocorrem de quatro em quatro anos, acontecem dia após dia, noite a noite, é só piscar os olhos durante um passeio de veículo pelas ruas e ali está um radar pronto a tirar uma fotinha e como um tradicional “dedo duro”, passar a informação ao órgão de trânsito mais próximo para que esse prepare a mãozinha valente que retira dinheiro dos bolsos dos cidadãos de bens.

          Sociedade! Vamos dar um basta nisso! Pois do contrário daqui a um curto período de tempo será impossível transitarmos de veículos pelas ruas, já que elas estarão tomadas por completas pelas olimpíadas dos radares, que possuem como “atletas” os guardas municipais, as câmeras fotográficas, as lombadas móveis e a estrela principal que através dos órgãos de trânsito recebe a medalha de ouro, o governo.

        

Autor: Douglas S. Nogueira

Integrante da Associação Literária Barbarense – ACIBEL

E-mail: douglas_snogueira@yahoo.com.br

BLOG: www.douglassnogueira.blogspot.com   

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA