O MAR E A BOIA.

359

JUAREZ  ALVARENGA

 

            A vida é uma viagem desconhecida. E nesta viagem surgem os imprevistos e as mais diferentes modalidades de situações. Por isso nossa bagagem intima é que nos projeta onde devemos chegar.

            Partir é um ato de sensatez vivencial,    pois o parasitismo destrói qualquer perspectiva. E para partir devemos colocar em nossa mala bagagem suficiente para domar quaisquer situações esperadas.

            Resolvi lançar uma boia ao mar. Nela vai a historia de todo meu destino. É prudente e inteligente esperar que a boia atravesse a imensidão oceânica e cheguei aos destinos traçados.

            Fico imaginando situações enfrentadas pela boia que impeça de chegar no destino desejado dentro da solidão do mar. No começo sobre as ondas lentas desfila no mar com elegância e beleza de uma mulher bonita.

            Em alto mar impulsionado pelas ondas é salva das profundidades oceânica sem consciência de tal perigo.

            Lá vai a boia no seu trajeto de circunstancias imprevistas. Cada passo de seu deslocamento deriva de um mundo incerto e de trajetos não planejados.

            Nosso destino é como o da boia. Nada o cerca  e nem o tenebroso mar é capaz de conter nossa impulsividade. As variabilidades de situações enfrentadas pela boia de aparência frágil suportam as adversidades com tenacidade e leveza de quem enfrenta os obstáculos com a solidez determinada pela profundidade oceânica.

            O destino que imaginamos é movido pela força do desconhecido. Está aparentemente na direção certa não nos trás a certeza da chegada e nem em trajetórias incertas nos trás a convicção de nossos destinos também distanciou de seu percurso de sucesso.

            O mar é dono de nossas trajetórias. Nossos planos são diferenciados de nossos planos procurados.

            O trajeto da boia que carrega nosso destino é desconhecido e nem a noção do que a boia irá enfrentar elucida a clareza de nossa sorte.

            Lance sua boia ao mar e deixe o movimento do mar o conduzir o seu destino. Enfrente com realismos as situações da vida e conduza seus planos naquilo que convier, mas lembre de que sua trajetória é conduzida pelas incertezas de quem é dono do mar. E por isso a leveza da boia e certeza de passar quaisquer ondas perigosas ajudam  em muito aumentar a possibilidade de êxito no seu destino obscuro.

E MAIL: juarezlalvarenga@ig.com.br

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA