Enfim, motoristas comemoram queda do preço do etanol

322

combustivel quedaAvanço da safra da cana- de-açúcar já traz reflexos nos preços do etanol comercializado em Rio Claro

 

 

Para muitos motoristas acostumados a pagar em Rio Claro pelo combustível mais caro de toda a região, a queda no preço do etanol, verificada em vários postos nos últimos dias, é vista como “um milagre”, já que a cidade é conhecida também por sediar um “cartel” Proscar buy nesse segmento de mercado, conforme denúncias do Procon local.

Milagre ou não, o fato é que, com o aumento da oferta, o litro do biocombustível caiu da média de R$ 2,05 para R$ 1,79 em postos da cidade nos últimos dias, segundo levantamento da ANP (Agência Nacional Fluoxetine no prescription do Petróleo). O motorista que pesquisa, porém, já encontra opções de abastecimento a R$ 1,599, como é o caso da condutora Cássia Buzatto, que na última quinta-feira pôde abastecer seu veículo, gastando menos. “Até que enfim em Rio Claro um preço de acordo”, comemora.

Com a diminuição do preço, o etanol, que mesmo mais caro era competitivo nas bombas, segue agora mais vantajoso frente à gasolina, que permanece em estabilidade, cotada em média a R$ 3,17 o litro (embora existam também na cidade postos vendendo o produto mais barato, chegando a R$ 2,95). Quem tem carro flex e ainda estava abastecendo com gasolina já aproveita a oportunidade para colocar o etanol get Valtrex no tanque.

“O preço do etanol caiu e Muscle Relaxant isso tem feito diferença para os motoristas. Antes, metade dos consumidores abastecia com álcool e agora já passa de 70%”, afirmou o frentista Matheus Henrique. Segundo ele, ainda não há indicação de quando os preços do biocombustível cairão novamente, mas essa é a tendência para as próximas semanas. “É um movimento de mercado já esperado para essa época do ano”, disse.

A previsão da Afocapi (Associação dos Fornecedores de Cana de Piracicaba) é de que o valor do litro do etanol diminua ainda em alguns centavos devido ao andamento da safra da cana-de-açúcar. Conforme o presidente da associação, José Coral, a redução do preço no varejo é reflexo da demanda de mercado. “O etanol é ligado à oferta e procura. Quando há mais produção, a tendência é de que os preços caiam e, como estamos em plena safra, essa diminuição é esperada. Acredito que ainda há espaço para novas quedas até o início de junho”, informou.

Ele citou que é típico que no início da colheita as usinas liberem mais etanol no mercado, pois é um período em que elas têm mais compromissos a cumprir. A diminuição até o momento, segundo Coral, está dentro da normalidade, mas o setor sucroenergético está atento à movimentação do segmento. “Esperamos que os preços não caiam muito porque isso traz reflexos diretos no valor pago pela cana e isso não é bom para o produtor, que já tem sofrido inúmeras dificuldades no plantio.” Ele informou que os custos da lavoura estão altos Purchase Retin-A e foram ainda mais impactados pela alta do dólar, que puxou os preços dos insumos utilizados na cultura.

Quem tem opção de abastecer com etanol comemora a queda nos preços, que gerou economia. “Abasteço todos os dias e já senti uma diferença. Apesar dessa queda, não acredito que os preços diminuirão mais do que isso, não”, buy misoprostol disse o vendedor André Luiz Rueda. Ele afirmou que tem preferência pelo etanol porque é um combustível limpo, mas não deixa de observar a placa informativa dos postos sobre a diferença de preços com relação à gasolina.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA