Rompimento de ramal de água “condena” residência

107
Rachaduras surgiram em casas vizinhas assim como na residência condenada

Rachaduras surgiram em casas vizinhas assim como na residência condenada
Rachaduras surgiram em casas vizinhas assim como na residência condenada
Vizinhos alegam que é a terceira vez, mas agora o forte estrondo comprometeu uma residência

Uma residência localizada na avenida 9 isotretinoin online entre as ruas 14 e 15, bairro Jardim Claret, está “condenada” após dois fortes estouros ocorridos em uma ligação de água, durante a madrugada de quarta-feira (7). Diversas rachaduras surgiram no local e nas casas ao lado.

Maria Teresa Coelho, vizinha da casa condenada informou que no mesmo dia os moradores já foram solicitados a deixarem o local. “A equipe da Defesa Civil veio até aqui avaliar as estruturas da casa e disse cheap Tadalafil que a casa onde ocorreu o problema, está condenada, enquanto a minha, onde surgiram rachaduras na parede, está liberada, mas fico com medo de tudo vir abaixo e eu estar aqui dentro”, contou apreensiva.

“A minha calçada e parte da frente da minha casa estão ocas. O pessoal do Daae veio aqui e abriu um trecho da rua para consertar e após o serviço, jogaram terra para tentar amenizar um pouco. Há um pequeno buraco no chão da calçada onde é possível colocar até um cabo de vassoura para se ter a dimensão da profundidade”, finaliza Teresa.

A casa que está condenada devido ao vazamento, está fechada e em sua garagem é possível notar diversas rachaduras perto da janela. Vizinhos alegam que esta já é a terceira vez que acontece o rompimento. “Aposto que se abrir mais a rua, irão encontrar vários trechos ocos”, disse um outro morador.

A população da buy retin-a região pede a interdição do trecho da via, pois o local aberto pela equipe do Daae para fazer os reparos, está perigoso e eles temem que com o fluxo de veículo, principalmente de caminhões, algo pior possa acontecer, como afetar as demais casas.

Em nota, a assessoria do Daee informou que tão logo foram avisados, funcionários compareceram ao local, bem como técnicos da Defesa Civil de Rio Claro. No local ocorreu um vazamento de água que não estava visível e atingiu algumas casas, com pequenas trincas e rachaduras. Os imóveis apresentam pequenas avarias, como trincas e rachaduras.

“Na região, o solo é do tipo colapsível arenoso e a água infiltrou sob a fundação das casas. Esse tipo de vazamento pode ocorrer com frequência no sistema hidráulico, porém na maioria dos casos a pressão faz a água aflorar. Quando há o afloramento, o Daae é acionado de imediato e providencia os reparos necessários na rede, evitando o comprometimento das estruturas dos imóveis. No caso destas casas na avenida 9, o Daae só foi chamado quando as residências já tinham sido atingidas. O Daae, que descobriu o vazamento na rua, por meio de geofonia, imediatamente tomou todas as medidas necessárias para conter o vazamento.”, esclarece.

Vassoura foi colocada em um buraco para medir a dimensão da erosão
Vassoura foi colocada em um buraco para medir a dimensão da erosão

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA