São-carlense está entre vítimas do acidente aéreo em Recife

Aeronave caiu logo após decolagem na manhã dessa quarta
e a são-carlense Camila Suficiel Marino, de 27 anos, é uma das vítimas do acidente que matou 16 pessoas em Recife. A morte foi confirmada por um familiar em São Carlos. Os pais de Camila viajaram na tarde de ontem (13) para a capital pernambucana.
Camila, que trabalhava com vendas, tinha se mudado de São Carlos para João Pessoa há quatro anos.
A aeronave é um bimotor da empresa Noar Linhas Aéreas, que partiu por volta das 6h51 de Recife (PE) com destino a Mossoró (RN), com escala em Natal, segundo informações da Força Aérea Brasileira (FAB). Assim que decolou, o piloto informou à torre de controle que estava em emergência e tentou fazer um pouso forçado em um terreno próximo à praia de Boa Viagem, ainda em Recife.
Segundo o Corpo de Bombeiros de Pernambuco e a assessoria de imprensa da Aeronáutica, a aeronave foi encontrada por volta das 7h em um terreno baldio na Avenida Boa Viagem.
Em nota, a empresa Noar Linhas Aéreas informou que o avião transportava 14 passageiros e dois tripulantes. A prioridade da companhia aérea é prestar todo o atendimento necessário aos familiares das vítimas, com serviços de transporte, hospedagem e acompanhamento de equipe multidisciplinar incluindo psicólogos, médicos e assistentes sociais. (EPTV).

PM encontra mulher baleada na estrada rural Rio Claro/Araras

P.A.B., aparentando 30 anos, foi localizada pela Polícia Militar caída ao solo com ferimentos de quatro disparos de arma de fogo. A vítima não portava documento de identidade e se encontrava na Estrada Rural que liga Rio Claro a Araras, próxima à ponte do Rio Corumbataí, nas proximidades da Vila Industrial.
Socorrida ao PSMI do Cervezão pela unidade de Resgate, a mesma foi encaminhada ao centro cirúrgico. A Polícia Científica compareceu ao local para fazer a perícia.
A vítima foi atingida por quatro disparos, sendo dois no ombro esquerdo, um na nádega esquerda, e um no tórax.
A vítima permaneceu internada e seu estado de saúde é estável. Segundo populares, a vítima seria moradora de rua.

Caso IPK: Recurso contra ação popular para apurar danos aos cofres rio-clarenses começa a tramitar

Começou a tramitar oficialmente no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo nessa segunda-feira (11) o recurso de apelação que contesta o arquivamento da Ação Popular movida contra o prefeito de Rio Claro, Du Altimari (PMDB), a vice-prefeita e secretária de Governo, Olga Lopes Salomão (PT), o secretário de Mobilidade e Sistema Viário, José Maria Chiossi, Carlos Alberto Noronha Duarte, José Renato Gonçalves, Reginaldo Aparecido de Oliveira e a empresa IPK Projetos Ltda, contratada por R$ 139.500,00 para prestação de serviços de consultoria no setor de transporte urbano. Processados pelo advogado e presidente do PHS, André Luiz Miranda, todos são acusados de danos ao erário e improbidade administrativa.

Arquivamento

No dia 30 de dezembro do ano passado, ao arquivar a petição inicial, o juiz Cláudio Luís Pavão, da 4ª Vara Cível, alegou que o caso já foi objeto de apuração pelo Ministério Público sem que ficassem comprovadas as denúncias de irregularidades na licitação apresentadas pelo advogado e presidente do PHS em Rio Claro, André Luiz Miranda.
“Por fim, acrescente-se que a presente ação insurge-se contra contratação que ainda não foi formalizada. Em outras palavras: trata-se de ação popular preventiva, instrumento processual cuja existência não é admitida pela doutrina (…)”, complementa o juiz. Nessa parte, a sentença provoca dúvidas, uma vez que o contrato entre a IPK e a Prefeitura de Rio Claro referente ao Edital 125/09 (carta-convite 033/2009) foi assinado em 29 de julho de 2009 e teve o extrato publicado no Diário do Estado (Executivo I) em 22 de agosto de 2009. A publicação informa que houve apenas um proponente, o que já seria motivo suficiente para invalidar o certame, pois, segundo a súmula 248 do Tribunal de Contas da União, são necessárias pelo menos três propostas válidas, sob pena de repetição de todo o processo licitatório.
“Não basta a Prefeitura apenas enviar a carta como formalidade. As empresas convidadas têm de apresentar propostas válidas e ser do ramo exigido no edital. Do contrário, dá margens para possíveis fraudes”, afirma o advogado Ariosto Mila Peixoto, especialista em Direito Público, com ênfase em licitações.
O mesmo entendimento tem Alberto Rollo, um dos mais renomados profissionais de Direito do País. Para o advogado, no mínimo, três propostas efetivas têm de ser apresentadas. “Nesse caso, a licitação não cumpriu sua finalidade e é motivo para qualquer parte legítima interessada entrar com pedido de impugnação”, explicou.
A lei de licitações abre exceção nas hipóteses de manifesto desinteresse e limitações de mercado, o que não seria o caso. Para o jurista Celso Antonio Bandeira de Melo, toda vez que o convite prosseguir sem o número mínimo de três propostas válidas, será nulo.

Guarda Civil de Rio Claro faz distribuição de antenas contra linha de cerol

A Guarda Civil Municipal de Rio Claro está realizando distribuição e instalação, em motocicletas, de antenas de proteção contra as linhas com cerol.
É o início da campanha deste ano, e como nas anteriores, para receber a antena, os interessados devem doar um quilo de alimento não perecível, ou uma lata de óleo, ou um litro de leite. A arrecadação será repassada para instituição filantrópica.
A distribuição de antenas acontece das 9h às 17h, em frente ao Paço Municipal localizado à rua 3.
A troca do alimento pela antena contra cerol deverá permanecer até que terminem as 3 mil antenas que estarão à disposição dos interessados.
Quatro guardas civis municipais vão realizar a campanha junto com as empresas parceiras. Caso nessa primeira semana sobrem antenas, outra data de distribuição e instalação deve ser marcada para este mês. A perspectiva da Secretaria Municipal de Segurança é distribuir as 3 mil antenas em 2011.

Perigo
A quantidade de problemas envolvendo a utilização de cerol aumenta todos os anos. A GCM registrou várias ocorrências em Rio Claro, embora nenhuma considerada grave.
“Mas é um número que nos coloca em alerta, já que as férias estão começando e a tendência são os registros desse tipo, crescerem”, explica o Guarda Civil José Benedito dos Santos.
Também foram recolhidas pela GCM algumas latas com linhas embebidas em cerol. “O risco é grande, mesmo quando não há a lesão, é comum que a pessoa se assuste e caia da moto ou até atropele alguém”, continua Santos.
As pessoas podem colaborar com a Guarda Civil Municipal de Rio Claro avisando quando souberem do uso do produto. Basta ligar para o telefone 0800 771-1532 ou para a linha 153.
Segundo a Guarda Civil Municipal de Rio Claro os meses de julho, agosto e setembro, são os que há mais registros de uso e apreensão de linha com cerol no município.
“É preciso que os familiares e as pessoas que soltam pipas e papagaios de maneira correta, conscientizem os demais sobre os perigos do cerol”, comenta Santos.

Campanha recolhe em junho mais de 15 mil itens de medicamentos vencidos

O Fundo Social de Solidariedade de Rio Claro comemora resultado positivo da campanha para o correto descarte de medicamentos vencidos. A campanha, realizada pela parceria entre o Fundo Social e farmácias da rede varejista, coletou no mês de junho 14.610 comprimidos, 517 vidros de remédios e 235 bisnagas e pomadas.
A campanha de arrecadação de medicamentos vencidos, voltada à preservação do meio ambiente e à orientação sobre os perigos para a saúde de se manter remédios vencidos em casa, reforça nesta etapa dos trabalhos o teor educativo. “Queremos chamar a atenção da comunidade para os riscos da automedicação e para a maneira correta de descartar medicamentos vencidos como ato consciência ambiental”, explica a presidente do Fundo Social, Rosana Altimari.
Durante o mês de julho estão sendo realizadas palestras educativas para funcionários de escolas municipais, orientando sobre o descarte correto de medicamentos e a preservação ambiental. De quinta-feira (14) a domingo (17), a campanha será divulgada na Facirc (Feira Anual do Comércio e Indústria de Rio Claro), em estande cedido pela Acirc (Associação Comercial e Industrial de Rio Claro). Na sexta-feira (15) o estande terá a presença de profissionais do Estúdio Corvo das 14h às 16h30, realizando atividades com as crianças com foco na campanha de arrecadação de medicamentos e na preservação do meio ambiente.
No momento, 23 farmácias parceiras fazem a coleta e o descarte de medicamentos vencidos. “As parcerias são fundamentais para o sucesso desse trabalho”, comenta a presidente do Fundo Social.
Participam a Farmácia Unimed, Art-farmacos, Rhaizes, Cantinho da Terra, Santa Casa, Farmazul, Drogaria Novo I, Drogaria Dinâmica, Droga Nossa, São Caetano, Drogaria Avenida, Farmácia Saibreiro, Homeoderma, Drogaria 26, Farma Rio, Farmácia Droga 7, Farmácia Panaceia, Farmácia Santana, Nicpharma, Drogaria Arco-íris, Drogaria São Paulo, Drogaria Olinda e Droga Cinco.
As empresas interessadas em participar, divulgando o programa e recolhendo remédios vencidos entre os funcionários, ou solicitando palestras sobre o assunto, podem entrar em contato com uma das farmácias ou com o Fundo Social de Solidariedade.

Buracos em RC prejudicam veículo e o bolso

Para aqueles que acreditam que os inocentes buracos espalhados pelas ruas de Rio Claro apenas dificultam o tráfego, ou estragam um pneu, aqui vai uma péssima notícia: Os danos são tantos que podem quebrar o seu bolso.
As barras, ou terminais de direção são componentes que transmitem o movimento da caixa de direção para as rodas. Qualquer tipo de problema nessa peça pode comprometer a durabilidade da caixa de direção e a estabilidade do veículo.
Segundo um mecânico, proprietário da oficina mecânica, quando um veículo passa por um buraco perde, em primeiro lugar, o balanceamento e o alinhamento. Em seguida, perde cerca de 30% da vida útil dos amortecedores.
Em terceiro, as buchas da bandeja da suspensão e, até a própria bandeja, ficam avariados com o impacto. Essas avariadas deixam o carro desgovernado, sem direção.
Também, as molas de suspensão sofrem danos, constituindo mais um prejuízo, assim como pneus e rodas, principalmente as de alumínio.
Em virtude da grande quantidade de buracos, o mecânico, afirma, que a procura por reparos na suspensão de veículos, quase sempre cresce de 35 a 40% em quase todas as oficinas de Rio Claro.
Ainda, de acordo com o mecânico, o risco de avarias aumenta em 50% quando o motorista pisa no freio ao passar por um buraco. Ele explica que, ao passar pelo buraco, a roda já em movimento, aproveita o impulso para sair dele, ao contrário, quando o freio é usado, além do “tranco” ainda vai sofrer um impacto maior para sair. Assim, também, os prejuízos são bem maiores quando o buraco é de pequena extensão. Os buracos com maior extensão dão tempo ao veículo de se recompor do impacto e pegar mais velocidade para enfrentar a sua saída.
Os sintomas que avisam que seu carro está com problemas podem aparecer com ruídos estranhos na suspensão, ou folgas no volante. Em média, a peça apresenta desgaste por volta dos 40 mil km. Choques com buracos também podem causar sérios danos no componente.
O profissional afirma que, uma forma de se evitar gastos maiores, é levar o veículo a uma oficina de confiança para uma revisão periódica, ou a cada 10 mil km. Agindo assim, o proprietário de um veículo popular, por exemplo, pode economizar em torno de R$ 400 reais, o que corresponde a uma troca completa da suspensão e das peças afins. Aproveite também as férias do meio de ano e antes de colocar o pé na estrada faça uma boa revisão no veículo para ter um passeio tranqüilo e não fazer dele um pesadelo.

Jogos Regionais: Rio Claro se consolida entre as três maiores forças da 4ª Região

Com mais um dia muito proveitoso, Rio Claro vai se consolidando na elite dos Jogos Regionais, na 4ª Região Esportiva. As disputas da última terça-feira (12), com mais algumas boas colocações Rio Claro se consolida como a terceira força esportiva da 4ª Região Esportiva.
Até as disputas de terça-feira (12) Rio Claro ocupava a terceira posição na tabela de classificação da primeira divisão, com 165 pontos. Com 178, Campinas era a segunda colocada e Americana liderava com 194 pontos.

Ginástica Artística
Rio Claro conquista mais um ouro, na ginástica masculina
 
A equipe de Ginástica Artística de Rio Claro conquistou nas competições da última segunda-feira (11) e terça-feira (12) dos 55º Jogos Regionais do Interior da 4ª Região Esportiva, a medalha de ouro da modalidade.
No masculino, categoria livre conquistou três medalhas de ouro, quatro de prata e quatro de bronze. Estas conquistas deram à equipe a medalha de ouro na classificação geral, conquistando inúmeros pontos para a cidade.
Já a equipe feminina, categoria até 14 anos, chegou à quinta colocação na classificação geral.
Fazem parte do elenco de ouro da Ginástica Masculina Geovane Maciel, Arthur dos Santos, Matheus de Lara, João Vitor Dare, Caio Alves, Pedro Dare, Bruno de Oliveira e Henrique Silva.
A equipe feminina esteve disputando os Jogos com Nathália Beloffa, Karima Bolsoni, Nicole de Souza, Thalita Passareli e Gabrieli da Silva.

Basquete Feminino
As meninas do Sub 21 são de ouro
Como o Diário já havia adiantado na edição de ontem, Rio Claro conquistou de forma invicta a medalha de ouro dos 55º Jogos Regionais do Interior, 4ª Região Esportiva.
A ótima campanha de Rio Claro foi coroada com um verdadeiro passeio sobre a equipe de Hortolândia, com uma vitória incontestável por 71 x 47 (30 x 27 no primeiro tempo).
A equipe de Hortolândia deu um pouco mais de trabalho no primeiro tempo. Na etapa final a equipe rio-clarense encaixou o jogo e disparou na pontuação.
Os destaques da partida ficaram por conta das jogadoras Rafaelle, que marcou 19 pontos, e Fabiana, que converteu 16.
O elenco de ouro do basquete feminino Sub-21 é composto por Daiane dos Santos, Evelin Donato, Geovanna Bongiorno, Rafaelle Sampaio, Jéssica de Almeida, Greice Kelli dos Santos, Daniela Batista, Martha Bergmann, Fabiana Manfrinatti, Taynara de Andrade, Tatiane Henrique e Djamila de Jesus.

Bocha
Rio Claro perde a segunda
Depois da estreia com vitória de 2 x 1 sobre Mococa, no último domingo (10), Rio Claro voltou à cancha nessa terça-feira para enfrentar Americana.
Em partidas bastante equilibradas, a equipe de Rio Claro foi derrotada pelo placar de 2 x 1.
A equipe de Rio Claro tem em seu elenco os bochófilos Idário de Godoy, Sidnei Zumpato, Orlando Milani, Rildo Sinfrônio, José Cláudio Jambassi, Antônio Silveira, José Darci Bortolin, Odair Joaquim dos Santos e Odair Alberto Deboni.

Ciclismo
Outra modalidade que Rio Claro tem boa participação
As equipes feminina e masculina de Rio Claro vêm tendo excelente participação nos 55º Jogos Regionais.
Na última terça-feira (12) em Prova Critério por Pontos, categoria livre, Rio Claro conquistou o primeiro, o segundo, o quarto e o quinto lugares, com Maira Nogueira, Raquel Queiroz, Giovana Corsi e Sônia Dorigo, respectivamente. Com os resultados conseguidos até na última terça-feira, a equipe feminina liderava a competição.
Já a equipe feminina, no mesmo tipo de prova conquistou a segunda, sétima e oitava posições, com William Chiarello, Halysson Ferreira e Anderson Oliveira, respectivamente. Na classificação geral até o momento Rio Claro ocupa a segunda posição no masculino.

Futebol Masculino
Depois de perder para Paulínia na estreia pelo placar de 3 x 2, a equipe rio-clarense se reabilitou, com sobras nos Jogos Regionais ao vencer Campinas pelo largo placar de 4 x 0. Os gols foram marcados por Erick (2), Eder e Samuel.
 
Futebol Feminino
Meninas vencem mais uma
A excelente fase vivida pelo futebol feminino de Rio Claro está sendo confirmada nos 55º Jogos Regionais. Em sua segunda partida em Mogi-Guaçu, a equipe mostrou a força vencendo a ótima equipe de Campinas pelo placar mínimo, gol assinalado por Valquíria e segue invicta na competição.
 
Xadrez
Rio Claro prossegue com campanha positiva nos Regionais
A equipe de Xadrez de Rio Claro, categoria Mista, acumula vitórias em sua campanha na primeira divisão dos 55º Jogos Regionais do Interior da 4ª Região Esportiva, em Mogi Guaçu.
Nessa terça-feira (12), as equipes feminina e masculina conseguiram mais uma vitória. Enquanto a feminina vencia Mogi-Guaçu por 7 x 0,5, o masculino, pelo mesmo placar, venceu Paulínia.
Após a segunda rodada, o xadrez masculino de Rio Claro ocupa a segunda posição na tabela de classificação, com 13 pontos, um a menos que Americana. No feminino, Rio Claro lidera a competição, juntamente com Americana, com 14 pontos cada.

Tênis de Mesa
Masculino vai às finais contra Americana
Após vencer com folga Campinas na estreia e Indaiatuba na dupla rodada dessa terça-feira, a equipe rio-clarense passou com facilidade sobre Paulínia somente cumprindo o protocolo da tabela  e agora se prepara para enfrentar a poderosa e multicampeã Americana.
A competição feminina mantém um equilíbrio, pendendo ligeiramente para Itapira mas, dependendo dos resultados de duplas e individuais tudo pode ser revertido e por isso é muito complicado fazer qualquer prognóstico de medalhas

Terra Nova deve ganhar obra social em quatro meses

Tudo o que se refere ao Padre Jocelir Léo Vizioli costuma ser exagerado em suas proporções. O “padre superlativo”, como bem pode ser definido, não é mesmo dado a economias. A começar pelo templo que comanda no Jardim Esmeralda: o Santuário de Nossa Senhora do Caravággio.
A maior igreja católica da cidade, construída em prazo recorde de 10 meses, comporta nada menos que 7 mil pessoas – o maior público católico de toda a região. Mas, em se tratando do padre Jocelir – cuja popularidade é proporcional às suas realizações – já começa a ficar pequeno para acomodar a multidão que todas as segundas-feiras superlota a igreja para as já tradicionais celebrações, que atraem fiéis de várias cidades do Estado.
Não bastasse esse grande feito, o padre Jocelir se prepara agora para inaugurar sua segunda – e igualmente gigantesca – realização: a Obra Social do Bairro Terra Nova, construída em parceria com a Ação Educacional Claretiana, ligada aos Missionários Claretianos.
Trata-se de um ousado projeto que está sendo desenvolvido em terreno de 1.800 metros quadrados (cedido pela prefeitura em regime de comodato), abrigando três grandes complexos: esportivo, social e recreativo.
A obra, iniciada em 2008 e que deverá ser concluída em quatro meses, pretende atender cerca de duas mil pessoas de baixa renda, entre os moradores da comunidade Santo Antônio Maria Claret, ligada ao bairro, e demais localidades periféricas da zona sul da cidade.
Ocupando área proporcional a dois quarteirões quadrados, a obra impressiona não apenas pela suas dimensões, mas também pela proposta a que o projeto se propõe.
De acordo com o padre Jocelir, o objetivo é oferecer à comunidade uma gama completa de serviços. Segundo ele, o Centro Esportivo, com vestiários e sanitários, inclui campo de futebol, quadra de grama, quadra de areia e pista de atletismo para prática de modalidades esportivas como salto em altura, salto triplo e arremesso de peso.
Já o complexo recreativo foi projetado para abrigar um amplo ginásio de esportes e uma unidade do CRAS (Centro Recreativo de Ação Social), coordenada pela prefeitura.
Mas é a proposta do Complexo Social que mais impressiona. No amplo prédio de dois andares e dividido em dois blocos, irão funcionar nada menos que seis salas médicas, dois consultórios odontológicos, ambulatório médico, farmácia, laboratório para exames clínicos, sala de Raio-X e uma unidade de Saúde da Família, além de consultório para atendimento na área de psicologia.
No segundo bloco – voltado a atendimentos sociais, pedagógicos e judiciais – irá funcionar a cozinha comunitária, onde as alunas poderão fazer pratos diferenciados e que serão também vendidos em bazares, visando angariar fundos para que sejam reinvestidos no projeto. Também no piso inferior haverá uma sala destinada à realização de bazares de roupas usadas, com vendas de peças para homens, mulheres e crianças, a preços simbólicos.
O complexo social também prevê montagem e distribuição de cestas básicas a famílias carentes. Esse atendimento, que hoje é feito na Paróquia do Espírito Santo, no bairro Guanabara, beneficia nada menos que 340 famílias todos os meses.
Ainda no andar de baixo estão sendo construídas duas salas para recepção e sala de assistentes sociais.
No piso superior, segundo informa o padre Jocelir, irão funcionar cinco salas administrativas, biblioteca pública, 12 salas de reforço escolar e uma ampla sala de bem-estar.
Como se tudo isso não bastasse, o projeto também vai comportar uma creche com capacidade de atendimento de 350 crianças.
Já para a sala de informática, o objetivo é que sejam instalados no local pelo menos 30 computadores.

Determinação e ousadia

Esse grande sonho missionário do padre Jocelir só está se transformando em realidade graças, mais uma vez, à sua determinação, capacidade de gerenciamento e uma grande dose de ousadia.
O sacerdote prova, mais uma vez, que é possível fazer aquilo que o poder público não faz. Ao invés de lamentar a triste sina das centenas de famílias carentes do bairro Terra Nova e adjacência – esquecidas pela administração municipal – ele arregaçou as mangas e foi à luta.
Até agora, já foram investidos 1 milhão e 300 mil reais na construção. Uma soma respeitável, considerando-se ainda que o padre conseguiu muita ajuda da comunidade – através da doação de material de construção – e conta também com a mão-de-obra de cerca de 45 presidiários, responsáveis pelos serviços de pedreiro. Para compensar o trabalho, os detentos – que cumprem pena no Centro de Ressocialização Masculina – obtêm a redução da pena de um a cada três dias trabalhados.
Para que possa inaugurar essa grande obra social em quatro meses, o sacerdote calcula que deverá ser investido ainda cerca de um milhão de reais, dinheiro que ele levanta a duras penas através de leilões de gados, rifas, almoços, festas diversas e, é claro, contando com a generosidade de seus paroquianos, que sempre respondem ao chamado do missionário.
E, para uma obra de dimensões também superlativas, um batalhão de pessoas será necessário para fazer frente ao andamento do projeto. São médicos, professores, psicólogos, assistentes sociais, dentistas, atendentes, faxineiros e por aí afora.
Manter a obra funcionando é, sem dúvida, um desafio que se renovará a cada mês. Mas o padre Jocelir não pensa nas dificuldades. Para quem está acostumado a encarar e vencer obstáculos, esse é mais um entre tantos que, certamente, o religioso irá abraçar com unhas e dentes. Não é a toa que o padre é admirado e respeitado por tanta gente. Afinal, além de cuidar muito bem de seu rebanho de fiéis, ele assumiu com a mesma determinação o propósito de cuidar também dessa grande parcela de órfãos do poder público, que vive na marginalidade de seus direitos como cidadãos. Felizes com a atenção que já vislumbram receber através do ousado projeto, os pobres de Rio Claro só lamentam o fato de não existir um padre Jocelir em cada canto da cidade.

Festa do Bom Jesus é atração no final de semana

Com toda a organização e trabalho desenvolvido pelos membros da própria comunidade, reforçando assim os laços de comum união, os paroquianos do Bom Jesus tendo à frente o Padre Cândido Aparecido Mariano, oferecem a toda comunidade rio-clarense dois dias de festas em comemoração ao padroeiro Bom Jesus.
“A festa do padroeiro é bastante tradicional em nossa cidade, sendo aguardada pelos fiéis com muita alegria. É um encontro das famílias, dos amigos paroquianos que louvam, agradecem e festejam com muito amor, buscando através da união e do trabalho o crescimento da própria comunidade”, afirma o padre Candido Aparecido Mariano, pároco do Bom Jesus.
Esta tradicional festa teve início no final de semana dos dias 9 e 10 e contou com um grande número de participantes que quase lotou o amplo salão de festa da comunidade, localizado na Avenida da Saudade, sem número, ao lado do Plantão Policial.
“Na área externa, em todas as noites haverá uma atração musical”, explica Ariel Rios, coordenador da Pastoral da Comunicação. “Neste sábado, 16, a apresentação será de Toninho e Novo Horizonte e no domingo, Valtinho e Zé Rubens”, completa.
A festa se estenderá até o dia 7 de agosto, sempre aos sábados e domingos, a partir das 19h. No dia 6 de agosto, será o ápice de toda a festa, quando a Igreja comemora a Transfiguração do Senhor e também o dia do padroeiro Bom Jesus, cujo tema de reflexão será “Fazer a Vontade do Senhor”.
Neste mesmo dia, às 8h, será realizada a bênção e entrega do tradicional Bolo de Bom Jesus, cujas adesões já podem ser adquiridas, ao preço de R$ 12,00, com os agentes pastorais e também na secretaria da paróquia, com Izabel.

Justiça oficializa 1º casamento entre mulheres em SP

A Justiça de São Paulo homologou no último dia 7 a conversão de união estável em casamento entre duas mulheres. A decisão da comarca de São Bernardo do Campo foi a primeira união desse tipo entre pessoas do sexo feminino no Estado de São Paulo. Por vontade do casal, elas continuarão a utilizar os seus nomes de solteira. O regime é de comunhão parcial de bens.

Araraquara: Cidade gaúcha busca modelo do Programa Internet Para Todos

O prefeito de Araraquara Marcelo Barbieri recebeu esta semana a visita de representantes da Prefeitura de Santa Maria, região central do Rio Grande do Sul, que vieram a Araraquara conhecer o Programa Internet Para Todos e o modelo de Tecnologia da Informação utilizado pelo Governo local. O prefeito explicou que a internet grátis é o grande programa de inclusão social e digital de Araraquara, pois democratizou o acesso à internet no município. Os representantes da cidade gaúcha também conheceram a Central de Monitoramento de Câmeras e o Data Center da Prefeitura. (O Imparcial)

DNIT: Assessor que assinou autorização para obras não existe

Frederico Augusto de Oliveira Dias, responsável por assinar a autorização para a licitação das obras de recuperação do traçado do contorno ferroviário de Barretos, não existe no organograma funcional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). A denúncia foi feita pelo jornal Correio Braziliense. O jornal relembra que em 20 março do ano passado Dias veio ao município e autorizou por escrito, em encontro político ocorrido na Câmara Municipal, a realização da licitação. Na ocasião, foi ciceroneado pelo deputado federal Valdemar da Costa Neto e pelo então presidente da Casa, Paulo Corrêa. O jornal informa que como não há ato oficial que nomeie Dias para exercício da função, ele estaria impedido de assinar autorizações para licitações. (Jornal de Barretos)

Brasil vai crescer menos do que vizinhos em 2011, diz Cepal

A economia do Brasil deve crescer menos do que as de seus vizinhos em 2011, segundo relatório divulgado nessa quarta-feira pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal). Mesmo assim, segundo um economista da Comissão, o crescimento do Brasil deve ocorrer com menor volatilidade nos próximos anos. De acordo com o Estudo Econômico da América Latina e do Caribe 2010-2011, o Brasil será, junto com a Guiana, o país que registrará o menor crescimento da América do Sul em 2011, com expansão de 4%. (BBC)

Venezuela sofre escassez de alimentos básicos

Lojas privadas e subsidiadas pelo governo venezuelano apresentam carência da maioria dos 16 produtos, cujos preços são controlados pelo governo. Alguns desses itens são alimentos da cesta básica como óleo de cozinha, queijo, carnes, farinha e leite em pó. A escassez é reflexo do alto custo de produção no país, que está superando os preços fixados pelo governo. A alta internacional das commodities também contribuiu para isso, pois a Venezuela depende muito de alimentos importados. (Notícias Agrícolas)

Câmara arquiva representação contra Bolsonaro

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados aprovou nessa quarta-feira, 13, o arquivamento da representação do PSOL contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). Foram sete votos favoráveis ao relator, o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), e cinco contra. No último dia 29, o conselho decidiu não dar seguimento ao processo disciplinar contra Bolsonaro. O deputado foi acusado de ter abusado das prerrogativas de parlamentar ao disseminar preconceito e estimular violência com declarações contra negros e homossexuais. (Agência Câmara)

Cade aprova fusão, mas Perdigão e Batavo terão restrições

A Brasil Foods firmou nessa quarta-feira com o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) um termo em que se comprometeu a vender ativos como fábricas e abatedouros e a suspender a venda de diversos produtos Perdigão e Batavo por um prazo de até cinco anos. A assinatura do termo foi a exigência feita pelo Cade para aprovar a fusão entre a Perdigão e a Sadia, que deu origem à BRF. Os ativos que serão vendidos representam 80% da capacidade produtiva da Perdigão no mercado nacional e representam a produção de 730 mil toneladas de processados por ano. (Folha)

Governo federal pode assumir operação do trem-bala

A operação e manutenção do trem-bala pode acabar nas mãos do governo federal. Diante da dificuldade de conseguir do setor privado o compromisso de assumir uma série de riscos envolvidos na operação, o Palácio do Planalto pode jogar para a Etav, estatal criada para ser sócia do empreendimento, uma parcela maior de responsabilidade sobre o trem que ligará Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. No modelo original da licitação, que fracassou, a estatal entraria como sócia das empreiteiras e da empresa fornecedora da tecnologia do trem-bala. A participação da Etav na gestão do negócio seria limitada. Agora, o governo estuda ampliar a participação da estatal. (RAC)

Safra de cana-de-açúcar será menor que a prevista inicialmente pelos usineiros

A União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica) revisou ontem (13) para baixo a estimativa da safra 2011/2012. Pela projeção divulgada, a entidade que reúne os usineiros do país estima que serão moídas 533,50 milhões de toneladas de cana, uma redução de 6,16% em relação ao estimado em março (568,5 milhões de toneladas).
Para a Unica, os fatores que estão levando à redução do volume da cana disponível para a moagem foram a idade avançada do canavial, com baixo rendimento agrícola; a estiagem ocorrida entre abril e agosto de 2010; a geada que atingiu as lavouras no final de junho nos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e do Paraná; e o florescimento do canavial, fenômeno induzido por condições de temperatura, umidade e radiação solar específicas que tem atingido lavouras do Centro-Sul do país, reduzindo a produtividade e a concentração de açúcar na cana. (Jornal de Limeira)