Sem lei, internet gratuita contraria Anatel e opera de maneira irregular

Assim como o conto escrito pelo italiano Carlo Collodi, onde um boneco de madeira cria diversas situações para que pudesse se transformar em um garoto de verdade, o governo Altimari/Salomão prega a maior peça na população rio-clarense para arquitetar a “Internet Gratuita”.
A discussão sobre a implantação do serviço vai além do fato de ser contra ou a favor da realização da “última promessa eleitoral” conforme anuncia Altimari, e sim, a veracidade da informação da existência ou não da inclusão digital dos rio-clarenses. Sem saber que nos moldes que está, a internet além de “meia-boca” é ilegal, centenas de família estão se inscrevendo para desfrutarem do serviço, e adquirindo a parafernália tecnológica (antenas, roteadores, e afins) estimada em R$ 150,00 para terem acesso a internet gratuita – em caráter experimental.
Ventilada em campanha eleitoral em 2008, o serviço (do jeito que está) contraria Lei Orgânica Municipal (Art. 114) e não passa de uma rede interna, com restrições legais que até então estavam no fundo de alguma gaveta do alcaide.
Ao contrário do que se tem divulgado, a internet do governo Altimari será apenas uma rede local para acesso a sites governamentais, e que ainda necessitam de regulamentação por lei municipal, ou decreto. Quem afirma é a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), entidade que regulamenta e fiscaliza o setor.

Veja mais na edição impressa deste sábado, dia 2 de julho.

PM apreende carga furtada em Ipeúna

A Polícia Militar apreendeu carga furtada, na quinta-feira (30) na cidade de Ipeúna/SP.
A ocorrência se deu na Estrada do Horto de Camacuã, as 11h50. A equipe policial após receber denuncia anônima de que na estrada do Horto havia um veiculo Fiat/strada carregada de grãos de milhos produto de furto nos vagões de trem da empresa ALL. Após o deslocamento a equipe deparou-se com o veiculo conduzido pelo averiguado A.B.B. Após o veiculo ser vistoriado e os milhos localizados  A.B.B. informou ter comprado os grãos do F.A.P.L. no valor de R$130,00 e a negociação ocorreu na antiga estação ferroviária do horto, mas não sabia que o produto era ilícito. Após os averiguados serem encaminhados ao DP local os mesmos foram ouvidos e liberados tendo em vista que não ocorreu queixa do furto e o produto ficou apreendido.

Roubo a residência no Cidade Jardim

O fato aconteceu na Rua Zero, Cidade Jardim as 08h15 do dia 30 de junho, quinta-feira. As vitimas informaram que a empregada foi rendida no quintal da residencia por quatro elementos desconhecidos sendo todos armados de revolver, após agredir a empregada com socos e coronhadas adentraram na residencia com a mesma e anunciaram o roubo. Já dentro da casa trancarem as vitimas em um dos cômodos vindo a roubar três notebook, três câmeras digital, uma TV 42 polegadas, um aparelho de videoke, um relógio de pulso, dois MP3 Sony, um aparelho de TV digital da telefônica, dois MP4, cinco aparelhos celular, uma webcam, um aparelho de DVD, uma cafeteira, um jogo de quinze xícaras, uma filmadora JVC, um monitor de computador, um violão, duas maquinas fotográficas, jóias, perfumes e uma maquina de fazer suco. Em seguida colocaram todos os objetos no veiculo da vitima um Fiat Pálio ano 2008 de placas EAW 6414 e saíram em destino ignorado.

Moto: Trânsito tira vida de jovem

Segundo consta em boletim de ocorrência o acidente aconteceu na avenida 40 com esquina da rua 9, bairro Santana. A vítima fatal é Marcelo Antonio Rigo, 19 anos, que residia na avenida 54, Jardim Karan em Rio Claro.
A vítima conduzia uma moto Yamaha XTZ 125K, placas DNJ – 4073 – Rio Claro/SP quando aconteceu o acidente.
A Polícia Militar foi acionada para comparecer ao local dos fatos onde uma equipe do Resgate do Corpo de Bombeiros já estava prestando socorro a vitima do acidente de trânsito. No local a polícia militar encontrou o jovem ainda desacordado. O corpo de bombeiros levou a vítima até o PSMI do Cervezão.
Enquanto a PM aguardava o guincho foram informados via radio do falecimento da vitima.
Segundo relato de uma testemunha que trabalha próximo ao local do acidente, ela teria ouvido o barulho da colisão, chegando a ver um veículo Corsa Wind, cor branca , ocupado por duas pessoas, tendo a porta do lado direito amassada evadindo-se sem prestar socorro a vítima.
A pericia compareceu ao local, e a ocorrência foi apresentada no plantão policial e o veículo recolhido para o pátio. (Foto: Ilustrativa)

Som e artistas são contratados pela prefeitura em loja de lubrificantes

A exemplo da Paris  dos anos 20 do século passado descrita pelo escritor Ernest Hemingway (1899-1961), a Rio Claro do governo do prefeito Du Altimari (PMDB) e da vice-prefeita Olga Salomão (PT) é, definitivamente, uma festa. Só isso pode explicar a escolha de uma empresa que usa o nome fantasia “Riolub Lubrificantes” e está cadastrada na Receita Federal como “Comércio a varejo de peças e acessórios novos para veículos automotores” para alugar equipamentos de som e contratação de grupo musical. São dois contratos no valor total de R$ 35 mil – um deles sem licitação.
O portal Lide Brasil descobriu essa história em mais uma garimpada no “Portal da Transparência” da Prefeitura. Nas despesas da Secretaria Municipal de Turismo consta, em 28 de fevereiro deste ano, empenho no valor de R$ 17.000,00 para a firma individual Luzia Simões da Costa – ME, CNPJ 68.412.949/0001-32, por serviços de “locação de som e equipamentos para a realização das Manhãs de Seresta”. A modalidade de licitação mencionada é a carta-convite.
Uma semana antes (21 de fevereiro) foi registrado outro empenho para a mesma empresa no valor de R$ 18.000,00 referente à “contratação de grupo musical para o Carnaval 2011?. Nesse caso, a coisa é ainda mais grave, pois foi utilizado o artigo 25 da Lei 8.666/93, que considera “inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição”. No ítem III, destaca-se a “contratação de profissional de qualquer setor artístico, diretamente ou através de empresário exclusivo, desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública”. Ou seja: além de o artista ser consagrado, a contratação somente pode ser direta ou por meio de empresário do setor, jamais por uma empresa que vende lubrificantes, peças ou acessórios para veículos.
O Diário aguarda durante esta semana o desfecho de mais esta denúncia

Licitação dos ônibus: TCE quer que prefeitura cumpra decisões sobre o certame

A novela da licitação dos ônibus, ganha novo capítulo. Despacho assinado pelo conselheiro Eduardo Bittencourt Carvalho, do Tribunal de Contas (TCE), publicado no Diário Oficial do Estado ontem (01), determina que a Unidade regional verifique se a Prefeitura de Rio Claro cumpriu as ordens relacionadas à concorrência pública para outorga da concessão dos serviços de transporte coletivo urbano. Carvalho pede também que sejam apuradas “as decisões já proferidas em todos os processos judiciais da Comarca de Rio Claro que versam a respeito desta mesma matéria.”
Como se sabe, o prefeito Du Altimari (PMDB) e a vice-prefeita Olga Salomão (PT) cancelaram a licitação depois que a empresa Expresso Infinity, ligada a uma cooperativa da capital paulistana foi considerada inabilitada. Em seguida, o prefeito reabriu o certame, porém a Rápido São Paulo Transportes conseguiu liminar judicial para interromper novamente o processo.
Por conta de todo esse imbroglio, a Câmara Municipal instalou uma Comissão Processante que pode levar á cassação dos mandatos de Du Altimari e Olga Salomão.

Polêmica envolve a instalação de banca em área verde

As áreas verdes urbanas são espaços físicos urbanos com prevalência de vegetação arbórea de grande importância no aumento da qualidade de vida da população. Fazem parte destas áreas os jardins públicos, as praças, os parques, complexos recreativos e esportivos, entre outros.
Fundada em outubro de 2011, a Praça Dr. Luiz Gonzaga de Arruda Campos, localizada na avenida 46 e 52, no Jardim Portugal, conta com grande área verde, sendo utilizada pela comunidade para caminhadas, passeios de bicicleta e outras atividades físicas e de lazer.
No entanto, a comunidade está contestando a provável instalação de um ponto de comércio no local, o que desconfigura o projeto inicial do espaço. Segundo o Engº Prof. Antonio Outeiro Pinto Santoro, presidente do Comdema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente), muitas são as praças e áreas verdes da cidade em que há pontos comerciais.
“O caso do Jardim Portugal, por sua vez, configura área de recuperação ambiental com plantas nativas, não necessariamente com características de jardim, e sim de parque arbóreo. Neste, entende-se que aparelhos de utilidade urbana – bancas, lotéricas, hamburgueiros etc., não podem se instalar no local por ter características de degradação do meio ambiente”, explica Santoro.
“Ao que se percebe, concessões – benefício de alguns em detrimento de outros – que ocorrem com  o aval da Sepladema (Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento e Meio Ambiente) e da Prefeitura Municipal deveriam passar pelo crivo do Comdema, o que não ocorre e a cidade está a ver navios. Consequentemente, não está tendo política coerente, ética, consciente e que visa a melhoria do meio urbano. Deve ser considerada a finalidade, e não interesses de terceiros”, conclui.
Do outro lado, a prefeitura diz que no local indicado na matéria será instalada, realmente, uma banca de jornais e revistas, cujo proprietário operava no Claret e pediu o remanejamento para o Jardim Portugal. “Não há lei impeditiva quanto à instalação de uma banca em praça pública”, reforça. No entanto, justifica que o dono do negócio foi incluído no projeto “Adote uma praça”, e assumirá a manutenção de parte do espaço.

Governo Federal autoriza Rio Claro a utilizar antigo traçado da ferrovia da av. 24 a Batovi

A prefeitura de Rio Claro está autorizada a utilizar toda a extensão do antigo ramal ferroviário, desde o centro da cidade, na altura da avenida 24, até a antiga estação do distrito de Batovi, correspondente a um trecho de aproximadamente sete quilômetros. O contrato de cessão de direito real do de uso do trecho citado, que recebeu o número 405/2011, assinado pelo diretor geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), foi publicado na edição dessa sexta-feira, 1º de julho, no Diário Oficial da União.
O projeto para a liberação da área ao município foi solicitado já no início da atual administração municipal após a retirada dos trilhos, em toda a extensão do trecho que vai da avenida 24 até a pequena e histórica estação ferroviária de Batovi.
O contrato publicado justifica a cessão da área antes ocupada pelo ramal ferroviário, ratificando o propósito da prefeitura de Rio Claro de implantar, no trecho, uma via de trânsito rápido, com características modernas, dotada de faixas especiais para motocicletas e ônibus urbanos, iluminação de qualidade, mas também projetada para acolher o cidadão, com floreiras e paisagismo.
Por se tratar de uma cessão de uso que o governo federal outorga ao município, o prazo de vigência do contrato é de 20 anos, prorrogáveis por iguais e sucessivos períodos, mediante termos aditivos.

Piscina olímpica fechada há um mês

A piscina olímpica de Rio Claro, que funciona junto ao ginásio de esportes Felipe Karam, no Bairro do Estádio, está sem funcionar desde o início de junho. Com 50 metros de extensão e 1,5 milhão de  litros d’água, foi reformada em 2008 e recebeu sistema de aquecimento, após quatro anos
inutilizada por problemas de rachadura. Inaugurada na década de 80, a piscina Herta Clara Koelle, assim denominada, tornou-se o principal destaque em esporte aquático da cidade – a piscina era usada, diariamente, por uma grande quantidade de nadadores. A perspectiva é de que, em pleno funcionamento, seis mil pessoas por mês utilizem a piscina olímpica municipal.
À época, a assessoria de imprensa da prefeitura esclareceu que o problema diz respeito aos  queimadores da piscina, que passaram por manutenção recente, mas apresentaram problemas e não conseguem aquecer a água à temperatura indicada, de 26 graus. Nesta semana, o secretário de Esportes, Reginaldo Breda, encaminhou ofício à vereadora Maria do Carmo Guilherme em resposta ao requerimento que solicitava informações sobre o aquecimento da piscina olímpica municipal. No documento, o secretário esclarece a sequência de fatos relacionados aos aquecedores.
De acordo com Breda, inicialmente foi elaborado Pedido de Compras com a quantidade de gás necessária para atender todo o período do inverno. Após a tramitação de contabilidade e licitação, ficou marcado o Pregão para o dia 6 de maio de 2011, porém na data marcada nenhuma empresa apresentou propostas para o pleito, sendo, então, a licitação declarada deserta.
“Para atender as necessidades da secretaria em relação à piscina foi feito um pedido de compras parcial de gás, com entrada em 10 de maio, que proporcionaria o aquecimento por duas semanas. Em 19 de maio, foi entregue o produto, e, entre os dias 20 e 30 de maio, a piscina estava aquecida”, explica o secretário.
Em 24 de maio, foi realizado um novo pleito e contratada a empresa para o fornecimento de gás, sendo que no dia 31 de maio ocorreu o primeiro fornecimento. “Nesta ocasião, com o sistema de aquecimento carregado e pronto para funcionar normalmente, ocorreu simultaneamente defeito em
quatro queimadores, do total de 10 que compõem o sistema. Com somente seis queimadores funcionando, não é possível manter a água da piscina em temperatura adequada para a natação, e, portanto, o sistema foi desligado para não queimar gás inutilmente”, esclarece Breda.
Ainda segundo o documento, a secretaria informa que imediatamente foi solicitada a assistência técnica para os quatro queimadores, que foram recolhidos em 6 de junho, para orçamento e posterior conserto. Após a entrega do orçamento, foi elaborado um novo pedido de compras para o conserto dos queimadores, encaminhado para autorização em 7 de junho.
“A empresa se comprometeu a entregar os aparelhos em até cinco dias após a autorização de fornecimento, ou seja, após o empenho do referido pedido de compras. Diante desses fatos, não havia alternativa a não ser suspender as aulas de natação até que tudo esteja resolvido”.

A previsão para entrega dos aparelhos é para o início desta semana.
A Secretaria Municipal de Esportes esclarece, também, que a piscina olímpica está fechada em função do recesso das atividades do programa de esporte, que acontece tradicionalmente em julho.
As aulas de todas as modalidades serão retomadas em agosto.
“Durante o recesso de julho, a Secretaria de Esportes vai providenciar a melhoras na piscina olímpica. Os principais focos da manutenção são os queimadores e o filtro”, conclui.

Município vai ao Jogos Regionais com 354 atletas

Rio Claro participa a partir de terça-feira, 5 de julho, da primeira divisão dos 55º Jogos Regionais do Interior da 4ª Região Esportiva, que terá como sede a cidade de Mogi Guaçu. A competição acontecerá até o dia 16 de julho.
O município será representado por 354 atletas divididos em 38 equipes, masculinas e femininas, das modalidades atletismo, basquete, biribol, bocha, capoeira, ciclismo, damas, futebol, futsal, ginástica artística, handebol, judô, caratê, malha, natação, natação para pessoas com deficiência (PCD), tênis, tênis de mesa, taekwondo, voleibol, vôlei de praia e xadrez. Fazem parte da área administrativa, que acompanhará a delegação de Rio Claro, 26 funcionários e, do departamento médico, mais três pessoas.
“Estamos mais preparados este ano do que nos anteriores, por isso acreditamos que podemos realizar uma grande jornada nos Regionais”, diz o Secretário Municipal de Esportes, Reginaldo Lourenço Breda. “Todas as equipes têm grandes chances de conseguir medalhas e pontos, para isto vamos trabalhar em conjunto uns apoiando e colaborando com os outros”, acrescenta.

Projeto Despertai comemora sexto aniversário

Neste sábado, às 19h30, na Igreja Assembleia de Deus Luz da Verdade, o Projeto Despertai comemora o sexto aniversário de fundação. Com a presença do para-atleta Daniel Dias, a entidade relembra toda a trajetória na cidade. De acordo com o presidente do projeto, Geraldo Gandolpho, o destaque do trabalho desempenhado na comunidade fica para a iniciativa “Campos dos Sonhos”, que está educando crianças.

Arraial Azul começa na quinta-feira

A tradição das festas típicas continua em Rio Claro com a realização do Arraial Azul, que chega à 20ª edição levando ao público o melhor das festas juninas e julinas. De quinta-feira (7) até domingo (10), na antiga estação ferroviária (rua 1, entrada em frente à avenida 1) haverá muita música, artesanato, brincadeiras e barracas de comidas típicas sob o comando de 20 entidades.
O Arraial Azul é o último evento do calendário de aniversário de Rio Claro, que completou 184 anos no dia 24 de junho. A realização é da prefeitura de Rio Claro por intermédio da Secretaria de Turismo e apoio do Fundo Social de Solidariedade e Secretaria da Cultura.

Justiça arquiva inquérito sobre livro do MEC com erros de português

O Ministério da Educação (MEC) informa em seu site que o inquérito civil instaurado pelo Ministério Público Federal (MPF) do Distrito Federal para investigar a obra Por uma vida melhor, foi arquivado. O livro didático de português foi alvo de críticas por endossar erros de português, como “nós pega o peixe”. O texto do MPF que promove o arquivamento do inquérito menciona que a dinâmica desenvolvida pelo Programa Nacional do Livro Didático para a Educação de Jovens e Adultos apresenta-se “de modo eficiente em seu desenvolvimento, principalmente no tocante aos rigorosos critérios impostos para a seleção de professores especialistas, entre eles mestres e doutores, o que mantém o Brasil no patamar dos países de vanguarda nos trabalhos de indicação de livros didáticos.”

Inflação oficial soma 286,63% em quase duas décadas de Plano Real

Vendida a R$ 67,40 em julho de 1994 na capital paulista, a cesta básica hoje sai por R$ 272,98. Há 17 anos, consumir 1 quilo (kg) de pão custava R$ 2,02 no Rio de Janeiro. Atualmente, a mesma quantidade sai por R$ 7,03. De R$ 0,43, também em julho de 1994, 1 kg de tomate saltou para R$ 2,26 em Recife. A moeda que nasceu para estabilizar a economia também sente o peso de inflação. Desde o lançamento do real até ontem (1º), quando o plano econômico que leva o mesmo nome completa 17 anos, a inflação acumulada é de 286,63%, segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial. Pelo Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), da Fundação Getulio Vargas (FGV), a alta nos preços foi ainda maior: 403,49%. (AE)

Contas do PTB e PTC são desaprovadas pelo TRE-SP

Na sessão plenária dessa sexta-feira, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) desaprovou as contas anuais dos diretórios estaduais do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e do Partido Trabalhista Cristão (PTC). Os juízes determinaram a suspensão do repasse de novas cotas do fundo partidário pelo período de três meses ao PTB e o ressarcimento a esse fundo do valor de R$ 1.028.435,96. Já o PTC teve o repasse do fundo partidário suspenso por um mês e deverá recolher ao fundo a importância de R$ 11.480,00. Ambos os valores se referem a  recursos de origem não identificada. Das decisões, cabem recursos ao TSE.

Médicos decidem parar o atendimento de 10 planos de saúde em São Paulo

A assembleia estadual dos médicos de São Paulo, realizada em 30 de junho e que reuniu mais de 500 profissionais, decidiu suspender o atendimento a 10 operadoras de planos e seguros de saúde que ignoraram as propostas de negociação apresentadas pela Comissão Estadual de Honorários Médicos, composta pelo Conselho Regional de Medicina, Associação Paulista de Medicina, Academia de Medicina, sindicatos médicos e sociedades de especialidades. Serão alvo da paralisação as seguintes operadoras: Notredame e Porto Seguro (seguradoras); Intermédica, Gama Saúde e Green Line (Medicina de Grupo); ABET – Telefônica, Caixa Econômica Federal, Cassi – Banco do Brasil, Companhia de Engenharia de Tráfego – CET e Embratel (autogestões).
Outras seis empresas que responderam com propostas aquém das reivindicações (Amil, Golden Cross, Medial, Geap, Marítima e Amico), terão um prazo de 30 dias para novas negociações.  Os médicos reivindicam recomposição do valor da consulta médica para R$ 80,00 e valores de procedimentos atualizados de acordo com a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM). Além disso, pedem a regularização dos contratos entre médicos e operadoras com a inserção de cláusula de reajuste anual.

Conta Gotas

Frases
“Encontrou-se, em boa política, o segredo de fazer morrer de fome aqueles que, cultivando a terra, fazem viver os outros.” (Voltaire )
“Nada é tão admirável em política quanto uma memória curta.” (John Kenneth Galbraith, economista, filósofo e escritor estado-unidense )

Ideia boa, mas…

O vereador Sergio Desiderá, em um requerimento aprovado na sessão camarária de 22 de junho próximo passado, coloca uma ideia interessante, mas totalmente fora de tempo. O vereador requer que seja oficializada à CBF (Confederação Brasileira de Futebol e à FIFA (Federação Internacional de Futebol Associado) a possibilidade de se construírem estádios para a Copa de 2014 com estruturas desmontáveis visando diminuir custos, além de permitir uma futura adequação às verdadeiras necessidades. Esta reivindicação deveria ter sido colocada nos cadernos de encargos apresentados à FIFA quando da candidatura à sede de uma Copa. Agora, vereador, infelizmente, Inês é morta…

Requerimentos inócuos…

Temos visto na atual Câmara Municipal de Rio Claro, vereadores perdendo seu precioso tempo em enviar requerimento solicitando seja requerido, órgãos que nem sabem da existência de Rio Claro. CBF, FIFA, STJ, Ministérios, ARTESP, e outras entidades não estão nem aí para os vereadores de uma cidade com apenas 120 mil eleitores. CBF e FIFA, por exemplo, não respeitam sequer o Governo Federal, porque darão atenção a um requerimento vindo da Câmara Municipal de Rio Claro. O melhor mesmo é nos preocuparmos com os problemas locais, que já são muitos…

“Tô di mal…”

No dia do desfile de aniversário da cidade, o vereador Valdir Natalino Andreeta (PR) foi chamado para o palanque oficial. O “NOBRE” vereador fez beicinho e declinou do convite, preferindo permanecer junto ao “seu povo”. O vereador deve ter dito lá com seus botões: “Eu si magoei (sic) com o ocorrido lá na ETE Conduta”…

Inchaço da Máquina Pública…

Candidatíssimo a candidato a prefeito na próxima eleição municipal, o médico João Walter caminha pela mesma via de outros tantos que por aqui passaram. Ao prometer que murchará a máquina pública, parece querer dizer exatamente aquilo que o povo quer ouvir. Fazendo coligação com mais três partidos, no mínimo, jamais conseguirá fugir das promessas de cargos e, portanto, continuará a praticar o mesmo que se faz a séculos na política nacional. Lembre-se que não há máquina mais inchada do que o governo de São Paulo, que é de seu partido. É o chamado toma lá, da cá…

Recesso parlamentar – férias, agora oficiais…

Depois de passar cinco meses sem fazer nada, os vereadores poderão finalmente descansar da “dura vida” de um parlamentar. Na última quarta-feira (29) foi realizada a última sessão ordinária. Até que o vereador Carnevale tentou diminuir a mamata, suspendendo um dos recessos. Ninguém lhe deu atenção. Afinal, ninguém é de ferro, não é mesmo. Ser vereador cansa! A população não aguenta…

Dormindo com o inimigo…

O prefeito municipal, antes bem situado no contexto atual político de Rio Claro, parece preocupado com o futuro e com a lealdade dos atuais “amigos”.
Segundo conversas de bastidores está agendada para a próxima semana uma reunião com três partidos considerados, hoje, de oposição. Analisando friamente a situação, o prefeito do PMDB precisa urgentemente se livrar dos “mui amigos” que hoje fazem parte de sua administração. Caso contrário vai continuar sendo o Michel Temer de Rio Claro…

Será que vai…

Segundo informações, a coisa está movimentada lá pelos lados do Schmidtão. Visitas diárias têm levado os rioclaristas a ficarem curiosos quanto ao futuro do Galo Azul. Não se surpreendam se por trás da nova parceria estiver o ex-goleiro sãopaulino Waldir Perez…

Pizza do que mesmo?!…

A Comissão Processante instaurada pela Câmara Municipal é outra atividade daquela casa que deve terminar em pizza. Não porque não haja nada a apurar, mas sim por alguns outros motivos: a) a fonte não é nadinha confiável; b) os legisladores não são nadinha confiáveis e c) dos escolhidos, por sorteio marcado, para a comissão apenas um tem capacidade intelectual para apurar alguma coisa. Portanto, basta apenas escolher o sabor: mussarela, aliche, calabreza…